de 2014
Manchetes
O MATUTO
O que era independência virou dependência
28/10/2014
No apagar do calor das cinzas de mais uma eleição, o que ficou nítido foram os quesitos que deram a reeleição a presidente Dilma Rousseff, tendo como maior cabo eleitoral o Bolsa Família. Analistas políticos afirmam que este foi decisivo nesta eleição, onde o Nordeste, com os maiores bolsões de famílias dependentes, deu a atual presidente os maiores percentuais de votos. Uma pesquisa recentemente feita por um grupo de acadêmicos em quatro bairros de Quedas do Iguaçu, onde concentram bolsões de pessoas em situação de vulnerabilidade social (pobreza), apontou cerca de duas mil pessoas (homens), sem trabalhar, todos beneficiários do Bolsa Família.
No contra ponto disso, empresas conclamam trabalhadores, nos comércios, metalúrgicas, moveleiros, obras da construção civil, madeireiros e no meio rural. Teve família que chegou a cifras de mais de R$ 800, com crianças que recebiam em média R$ 40/mensais, nos últimos meses, sobressaltou chegando a R$ 120/mensais por criança dependente.
Só resta saber se estes valores vão permanecer nos próximos meses para todos que estão nas listas de dependência, ou os coordenadores do programa federal vão alegar algum problema na documentação ou a falta de comprovação dos gastos do dinheiro oriundos do Bolsa Família.
Vale ressaltar que isso aconteceu em 2009, onde o governo federal, de forma covarde, acusou erro nos sistemas das prefeituras. Houve manifestos das famílias e dos operadores do sistemas nos municípios por este motivo. Como este governo não é confiável, certamente nos próximos meses vamos assistir estas cenas novamente. Antes de se falar em reforma política é preciso discutir até onde vamos com este programa social, não que ele precisa ser extinto, o que precisa é fazer com as pessoas passem por este programa de dependência por um curto espaço de tempo ou meses. Ou então que viva os programas mais imigrantes haitianos, guianês, sul americanos, entre outros. Já que nós brasileiros nos sentimos contentes com uns míseros trocados todos os meses do Bolsa Família, damos a oportunidade de pessoas de outras miscigenações buscarem aqui a sua independência financeira, só que com um diferencial, o do trabalho remunerado.
João Muniz

João Muniz é acadêmico de jornalismo e representante do Jornal Correio em Quedas do Iguaçu, São Jorge d' Oeste, Catanduvas, Espigão Alto e Três Barras

Últimos Posts O MATUTO
 
Início | Quem Somos | Comercial | Redação | Direção | Sugestões | Trabalhe Conosco | Publicaçôes | Fale Conosco | Política de Privacidade
Jornal Correio do Povo :: Rua Cel. Guilherme de Paula, 880 Fone: (42) 3635-2944 CEP 85.301-220 - Laranjeiras do Sul - PR