de 2015
Manchetes
O MATUTO
Advogados picaretas e de má índole
27/01/2015
O que a reportagem do programa Fantástico de domingo mostrou pela Rede Globo de televisão para todo país de advogados picaretas dando golpe em idosos de baixa ou nenhuma escolaridade não é novidade para nós. O Diário Correio do Povo do Paraná vem denunciando há anos a prática deste tipo de estelionato, exercício ilegal da profissão e formação de quadrilha na região da Cantuquiriguaçu, que envolve sindicatos e a conivência de servidores do INSS. O instituto alega que não pode fazer nada, pelo fato que nobres profissionais de “Direito”, agem com a complacência e procuração dos seus clientes, as pessoas interessadas em se aposentar. A Comarca de Quedas do Iguaçu deverá se pronunciar nos próximos dias, se condena ou não três advogados, um sindicalista e funcionário sindical. O processo teve início após algumas pessoas que não concordaram com as cobranças, denunciarem-nas em boletim de ocorrência na Delegacia de Polícia. Uma coisa é certa, os mesmos terão que fazer a devolução de cobranças de taxas abusivas e indevidas às vítimas. Só para refrescar a memória de alguns, uma única pessoa que se diz lesada pela máfia quedense, foi conduzida até uma agência bancária onde teria sacado a quantia de R$ 7.800, ficando com R$ 2.800 e o restante foi dividido entre o grupo de malfeitores. O setor policial lamenta o fato da lei ser muito branda para este tipo de crime, onde geralmente as penas por estelionatos não passam de penas com ações comunitárias, dificilmente o delito leva o sujeito a cumprir pena em regime fechado (cadeia). As vítimas escolhidas por este tipo de 'profissional' geralmente são agricultores rurais, analfabetos ou semianalfabetos.
OAB
O Estatuto da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) alerta que as cobranças por honorários de advocacias no caso de aposentadoria não podem ser superiores a 20%. Na região alguns ‘adivoigados’ chegam a cobrar 50%. Mesmo sofrendo e sendo alvo de processos judiciais por esta corja, onde requerem da justiça indenizações milionárias, por danos morais, não vamos nos intimidar e vamos continuar a denunciar. Confira a matéria completa do Fantástico: http://g1.globo.com/fantastico/noticia/2015/01/advogados-sao-acusados-de-dar-golpe-em-aposentados-rurais.
João Muniz

João Muniz é acadêmico de jornalismo e representante do Jornal Correio em Quedas do Iguaçu, São Jorge d' Oeste, Catanduvas, Espigão Alto e Três Barras

Últimos Posts O MATUTO
 
Início | Quem Somos | Comercial | Redação | Direção | Sugestões | Trabalhe Conosco | Publicaçôes | Fale Conosco | Política de Privacidade
Jornal Correio do Povo :: Rua Cel. Guilherme de Paula, 880 Fone: (42) 3635-2944 CEP 85.301-220 - Laranjeiras do Sul - PR