de 2014
Manchetes
Rapidinhas
Coluna Pandini 21 de Março
21/03/2014
Geração de Empregos
Dias atrás um paralmentar paranaense citou que o Paraná registrou, nos últimos anos, um fenômeno diferente com a abertura maior de novos empregos nas cidades do interior, em comparação aos números da capital. Em minha opinião, estes números são realmente verídicos. Porém, entendem-se como “cidades do interior” aquelas de grande porte como exemplos: Cascavel, Maringá, Londrina, etc. Agora como questionei o parlamentar: cadê os empregos em municípios de pequeno porte como Guaraniaçu e os demais municípios que compõem a microrregião da Cantuquiriguaçu?
Alternativa Viável
Logicamente que dificilmnete "grandes" empresas ou indústrias venham a se instalar em municípios de pequeno porte. Porém, existe a possibilidade real de pequenas empresas virem a se instalar em pequenos municípios, a exemplo de Guaraniaçu, empresas estas que geram entre 30 e 40 empregos diretos. Ou seja, se 10 empresas deste porte se instalarem em Guaraniaçu, teremos entre 300 e 400 empregos diretos, o que, em minha opinião, é mais do que suficiente para atender a necessidade da falta de empregos da nossa população, bem como abriria a possibilidade das pessoas que foram embora de Guaraniaçu ao longo dos últimos 16 anos, retornarem para residir e trabalhar aqui. Detalhe, outro fator importante de se instalar pequenas empresas, é justamente a qualificação da mão de obra, uma vez que, como são segmentos diferenciados é mais fácil para um empresário treinar e qualificar 30 ou 40 pessoas para trabalhar em sua atividade, do que treinar e qualificar 300 ou 400 pessoas. Tenho contato com quatro empresários que querem se instalar aqui, no segmento de confecção infantil, calças jeans, laticínio iogurtaria e forro de PVC, todas gerariam entre 30 e 40 empregos diretos, simplesmente querem o terreno e o barracão. Porém, vereador pode ter ideias, mas não tem o poder de decidir ou executar obras. Vale salientar também que no caso de Guaraniaçu o orçamento do município é limitado, mas mesmo assim o prefeito Ronaldo Cazella já se dispôs a fornecer o terreno, mas esbara na questão dos barracões.
SUGESTÃO
Daí vem a sugestão aos deputados e ao governador Beto Richa, para se abrir um programa no Governo do Estado para a implantação de “Parques Industriais” em municípios de pequeno porte. O município entraria com o terreno e o gorneno estadual com os barracões. Dias atrás o Governo do Estado contemplou vários municípios com o programa de Pavimentação Poliédrica para a zona rural repassando R$ 1,2 milhões para o município executar seis quilômetros de pavimentação. Num programa semelhante a este para se instalar parque industrial poderiam ser edificados oito barracões industriais, ou seja, um ótimo começo.
Laçador fora de Forma...
Essa vai para meu amigo que trabalha no setor de Engenharia da prefeitura de Guaraniaçu. Ele é tradicionalista, frequentador de rodeios crioulos, porém fazia 17 anos que não participava da prova de laço. Eis que, após este tempo ele resolveu voltar a laçar, o resultado todos imaginam, não foi dos melhores. Se não vejamos: as primeiras quatro armadas (tentativas de laçar) só fiasco (risos). Se não vejamos: na 1ª o laço enroscou na perna do cavalo, na 2ª tentativa o amigo boleou o laço e acertou o poste da lateral da pista, já a 3ª tentativa quase laçou uma pessoa que estava assistindo. Por fim, na 4ª tentativa quando conseguiu bolear o laço e tudo parecia que iria dar certo, eis que salta uma “pelota” de barro do casco da novilha e acerta justamente o rosto do nosso companheiro, o resultado nem preciso comentar (risos). Por fim, na 5ª tentativa conseguiu bolear o laço, sem levar pelotaço e pasmem acertou a armada, com detalhe, numa novilha mocha. Mas, ele até que foi bem, já vimos amigos que ficam anos sem jogar futebol e quando voltam acham que estão em plena forma e o resultado é estiramento e demais contusões. Brincadeiras a parte, vale o esforço de retornar no esporte né meu amigo “Edelson França”, ai acabei falando o nome dele (risos).
Paulo Pandini

Paulo Pandini é representante do Jornal Correio em Guaraniaçu, Diamante do Sul, Ibema e Campo Bonito.

Últimos Posts Rapidinhas
 
Início | Quem Somos | Comercial | Redação | Direção | Sugestões | Trabalhe Conosco | Publicações | Fale Conosco | Política de Privacidade
Jornal Correio do Povo :: Rua Cel. Guilherme de Paula, 880 Fone: (42) 3635-2944 CEP 85.301-220 - Laranjeiras do Sul - PR