de 2014
Manchetes
Observatório
Coluna Rivas 23 de Julho
23/07/2014
ESCOLARIZAÇÃO X EDUCAÇÃO
Muitos pais pensam que o professor deve fazer tudo pelo filho, porém não dão uma linha de vida educacional para ele que chega sem nenhuma base nas instituições escolares, isso porque alguns pais ou até mesmo uma grande fatia da sociedade confunde educação com escolarização. Educação é a formação de uma pessoa, escolarização é um fragmento pequeno da educação, os professores escolarizam, não é a família que ajuda a escola na educação dos filhos e sim o contrário. As famílias cuidam de 2 ou 3 filhos durante 20 horas por dia até o fim das suas vidas, o professor fica no comando dessas 30 crianças ou adolescentes durante 4 horas por dia durante um curto período, então, imagine, se para os pais fica difícil o controle de dois ou três filhos, como é que fica para o professor para cuidar do conjunto. O educador nunca conseguirá substituir a tarefa da família que é a de educar.
INVERSÃO DE VALORES
Como disse o grande filósofo e educador professor Mário S. Cortella, a tarefa de educar os filhos é da família em primeiro lugar e do poder público de maneira secundária, a escola faz somente escolarização, por isso, se a família não cumpre o seu papel que é a de educar, com certeza a escola não dará conta. Muitas vezes esse desequilíbrio educacional começa na família desde cedo, antigamente os pais falavam para os filhos quando chegavam a um restaurante: filho, por favor, sente-se nessa cadeira para almoçar, o filho obedecia, agora as frases do pai e da mãe foram invertidas: filhinho, onde você quer sentar? O que você quer comer? Ou seja, os pais, oferecem aos filhos de 7 ou 8 anos em nome de um carinho uma coisa que deseduca, os pais não podem espancar um filho, ou trata-lo de forma violenta, porém deve ser firme, saber dizer não, impondo limites, assim os progenitores estarão colocando parâmetros estabelecendo o caráter que vai lapidar a personalidade do filho.
COMERCIALIZAÇÃO DOS SENTIMENTOS
Dizer para o filho: onde você quer sentar, o que você quer comer ou você quer estudar um pouquinho? Isso não é carinho e sim uma forma errada de relacionamento, deixando um filho pequeno decidir tudo, ou seja, passa a autoridade da família para o filho que come quando quer, fica no computador quando acha oportuno, dorme quando achar conveniente e assiste o programa que ele quiser na TV, então, onde ele vai encontrar um obstáculo a essa falta de limite na escola? Por isso quando o professor disse para o aluno com autoridade: cadê o seu caderno, joga fora esse chiclete, guarde esse celular, o educador corre o sério risco de ser agredido pelo aluno por ser o primeiro adulto a cortar o seu barato impondo limites, nessa hora ele imagina: quem é esse cara que pode dizer o que eu devo fazer ou não, nem os meus pais mandavam em mim? Se não melhorar esse relacionamento entre família-escola e professor, o que será da escolarização e da educação daqui uns 20 anos? A resposta é sua.
A MINHA CANETA ANOTOU
O sucesso total do 1º Santana Fest organizado brilhantemente pela Rádio Campo Aberto, principalmente pelo Adilson Nogueira e todos os comunicadores da emissora. Hoje à noite continua a 2ª eliminatória com jantar no Pavilhão da Matriz. A finalíssima será sábado 26 no dia da festa da padroeira. Parabenizo a prefeita Sirlene que além de apoiar o evento se fez presente como de praxe ela faz em todos os eventos culturais e artísticos do município. Pisos, tintas e acabamentos é na Comercial Virmond. Coloco em evidências o bom atendimento e os bons preços da Rede de farmácias Santa Terezinha no comando dos irmãos Kiko e Clécio Bortoluzzi. Parabéns a todos os funcionários.
Victor Rivas

Victor Rivas é músico e radialista em Laranjeiras do Sul.

Últimos Posts Observatório
 
Início | Quem Somos | Comercial | Redação | Direção | Sugestões | Trabalhe Conosco | Publicaçôes | Fale Conosco | Política de Privacidade
Jornal Correio do Povo :: Rua Cel. Guilherme de Paula, 880 Fone: (42) 3635-2944 CEP 85.301-220 - Laranjeiras do Sul - PR