de 2014
Manchetes
18/08/2010 :: 10:41 - Saúde Compartilhe:
Cytotec: conheça a rota do remédio da morte
Medicamento abortivo tem a comercialização restrita, mesmo assim, é facilmente adquirido no Paraguai, via Correio ou através da Internet
Reportagem: : A- | A+
Passados alguns dias do aborto criminoso em Laranjeiras do Sul, onde uma jovem após utilizar medicamento dispensou o feto em um banheiro público, o caso ainda não caiu no esquecimento. Ana Cláudia Ribeiro, 18 anos, relatou à polícia que o pai da criança abortada, depois de um consenso, entregou-lhe o remédio conhecido por Cytotec, que é proibido no Brasil.
Segundo o advogado de defesa do suposto pai da criança, Dr. Almir Machado de Oliveira, o acusado tinha até a segunda-feira (16), para se entregar à Justiça. Almir Machado disse que o caso está na fase de inquérito e não existe a certeza da acusação. “Antes do Ministério Público se pronunciar não podemos adiantar nada. Apenas depois disso teremos a certeza se ele será ou não acusado”, ressaltou.

A MÁFIA DA MORTE
Conhecido como um dos medicamentos mais comuns para a prática do aborto, o Cytotec, mesmo proibido, é adquirido facilmente. Tanto via Paraguai, como pelo serviço dos Correios.
Conforme informações do farmacêutico Cristian Ricardo Pinto, que atua no CAPS-Semusa Laranjeiras do Sul, o Cytotec é o nome comercial do medicamento Misoprostrol que é um derivado sintético da Prostaglandiva E. A fórmula age diretamente nos receptores situados nas células parietais gástricas inibindo as secreções. No entanto, é utilizado indevidamente como abortivo.
Entre os principais efeitos está a hemorragia e as contrações de parto, que expelem o feto. Ele não age, portanto, sobre o próprio feto, apenas provoca a sua expulsão. O bebê morre não por ter sido agredido, mas, ao ser expulso, morre asfixiado. Embora o feto tenha os pulmões formados a partir do primeiro mês de gestação, antes dos seis meses e fora do útero pode inalar o ar, mas o oxigênio não consegue passar dos alvéolos para o sangue. O feto morre ao ar livre por asfixia, exatamente como ocorreria com uma pessoa que fosse estrangulada.
Conforme Cristian, até mesmo nos casos de gestação avançada o medicamento é utilizado, potencializando as doses. “Os ‘carrascos dos fetos’ orientam as gestantes insatisfeitas com o ser em seu ventre que nos casos avançados, ao invés de só ingerir dois comprimidos, que também introduzam pela vagina até o colo do útero mais dois comprimidos”, conta.
O farmacêutico explica que o medicamento chega ao Brasil por aeroportos e pelas fronteiras do Mercosul principalmente com o Paraguai, onde a comercialização também é ilegal, porém, comum pois a fiscalização é branda. “Lá é possível comprar em algumas ‘farmácias’ e em camelôs pelas ruelas de Ciudad del Leste. Além disso, há a possibilidade de encomendar das famosas mulas que trazem os comprimidos a preços super faturados no mercado negro do tráfico internacional de substâncias proibidas”, explica.
Cristian disse ainda que o preço do comprimido varia muito, devido ao alto risco empregado desde o processo da aquisição até possíveis consequências com a lei em decorrência do mau uso. Cada comprimido custa de R$ 100 a R$ 200. “Como comparativo, no mercado legal (utilizado por médicos), o preço da caixa do medicamento, que vem acondicionado em embalagens, em duas versões, pote plástico e blister em caixa de papelão, contendo 28 comprimidos custa R$ 70. Ou seja: a unidade sai em média R$ 2,50”, completa.
Segundo informações do diretor da regional do Correio de Ponta Grossa, responsável pelo envio das correspondências e encomendas para Laranjeiras do Sul, Osmar Eing, apenas em grandes centros as postagem passam por raio x. Nas regiões de fronteira, como Foz do Iguaçu, os pacotes são postados abertos. Salvo essas duas exceções, não há outros procedimentos de segurança. “Aqui o pacote não é postado aberto. Se alguém enviar ou receber um sedex, não temos como pedir para abrir. Não tem como saber”, ressaltou.
 
PERIGO
Mortes por hemorragias no uso do remédio não são muito comuns, principalmente porque nos casos típicos, a hemorragia assusta tanto que a mulher invariavelmente acaba procurando um hospital. Mas, caso não procure, certamente o quadro hemorrágico crescente provocaria uma parada cardíaca da mulher.
Em alguns casos a hipersensibilidade para com o remédio pode ser tal que ele provoca uma ruptura repentina de útero, logo ao ser ingerido ou mesmo mais tarde.
Se nada disso ocorrer e a hemorragia conseguir ser controlada em casa e isso não provocar a morte da gestante - coisa rara de acontecer - pode, no entanto, estar acontecendo outra coisa de muito risco.
Restos fetais ou placentários podem ter sido retidos dentro do útero durante todo este tempo e ter provocado uma infecção local. O remédio produz o descolamento da placenta, com a consequente morte do bebê. Mas o feto não é expulso. “A gestante pensa que não aconteceu nada, não procura o médico, mas está na realidade tendo um aborto retido. Tanto o aborto retido como restos fetais e placentários podem fazer com que pus se acumule no útero, tentando em vão destruir os restos fetais ou de placenta”, explica a farmacêutica Fátima Fragoso.
A medida em que o pus se acumula, ele invade a corrente circulatória da gestante e espalha-se pelo corpo todo. Isto é conhecido como septicemia. Quando se chega a este quadro, a única alternativa é a remoção dos restos fetais e placentários e a internação imediata da paciente em uma unidade de terapia intensiva. “Mas a maioria das mortes por causa do uso do Cytotec não provém nem da hemorragia, nem da septicemia. Ocorre semanas ou meses após o uso e não se deve propriamente ao medicamento, mas sim ao uso caseiro, que é muito traumático”, completou Fátima.

COMPRA PELA INTERNET
Após pesquisa, a reportagem do Jornal Correio encontrou dois vendedores via internet (pelo msn). Demonstrando interesse pela venda, o vendedor de Minas Gerais assegurou que em dois dias o medicamento estaria em Laranjeiras do Sul pelo preço de R$ 480. Além do remédio, estaria incluso um manual de instruções e a garantia de 100% no resultado.
Indagada sobre a origem, a pessoa se limitou a dizer que trabalha há 10 anos no ramo e compra o remédio da Itália. A encomenda chegaria em um envelope discreto e o pagamento deveria ser feito por transferência bancária ou depósito identificado. Em um momento da conversa, o vendedor foi questionado sobre como se sentia vendendo remédio para matar pessoas, e, respondeu com frieza. “O problema é seu. O uso dele não é pra isso, fica a seu critério. Deve saber das consequências”.
O outro, de São Paulo, nos primeiros instantes da conversa remeteu um e-mail explicando a forma correta de aplicar o medicamento. Identificando-se como Fábio Cytotec, ele garantiu a entrega dos comprimidos no prazo de três dias.
Segundo ele, a origem é inglesa, do laboratório Searle. O vendedor garantiu 80% na eficácia da medicação. Os preços variam de acordo com a quantidade dos medicamentos utilizados, que correspondem ao tempo de gravidez, sendo de R$ 300 a R$ 1 mil. Conforme ele, o aborto pode ser imediato ou demorar até quatro dias.
No medicamento original, em uma das laterais da embalagem, consta a seguinte advertência: “Maternal death have been reported. The risk of uterine rupture increases with advancing gestational ages and with prior uterine surgery, including Cesarean delivery”.
“Mortes maternas tem sido reportadas. O risco de rompimento uterino aumenta com o avanço da idade gestacional e com cirurgias uterinas anteriores, incluindo parto cesariano”.

Comentários


Oi mamãe, tudo bom?
Eu estou bem graças a Deus.
Faz apenas alguns dias que você me concebeu em tua barriquinha. Na verdade, não posso explicar como estou feliz em saber que você será minha mamãe, outra coisa que me enche de orgulho é ver o amor com que fui concebido. Tudo parece indicar que eu serei a criança mais feliz do mundo!
Mamãe, já passou um mês desde que fui concebido, e já começo a ver como o meu corpinho começa a se formar, quer dizer, não estou tão linda como você, mas me dê uma oportunidade!
Estou muito feliz! Mas tem algo que me deixa preocupado... Ultimamente me dei conta de que há algo em sua cabeça que não me deixa dormir, mas tudo bem, isso vai passar, não se desespere!
Mamãe, já passaram dois meses e meio, estou muito feliz com minhas novas mãozinhas e tenho vontade de usá-las para brincar...
Mamãezinha me diga o que foi? Porque você chora tanto todas as noites?? Porque quando você e o papai se encontram, gritam tanto um com o outro? Vocês não me querem mais ou o quê? Vou fazer o possível para que me queiram...
Já passaram três meses mamãe, te noto muito deprimida, não entendo o que está acontecendo, estou muito confuso! Hoje de manhã fomos ao médico e ele marcou uma visita amanhã.
Não entendo, eu me sinto muito bem... Por acaso você se sente mal mamãe?
Mamãe, já é dia, onde vamos?
O que está acontecendo mamãe??
Porque choras??
Não chore, não vai acontecer nada...
Mamãe, não se deite, ainda são 2 horas da tarde, não tenho sono, quero continuar brincando com minhas mãozinhas...
Ei!!! O que esse tubinho está fazendo na minha casinha?? É um brinquedo novo?? Olha!!! Ei, porque estão sugando minha casa?? Mamãe!!!
Espere, essa é a minha mãozinha!!! Moço, porque a arrancou?? Não vê que me machuca?
Mãe, a minha perninha, estão arrancando!!! Diga para eles pararem, juro a você que vou me comportar bem e que não vou mais te chutar!
Como é possível que um ser humano possa fazer isso comigo? Ele vai ver só quando eu for grande e forte... ai... mamãe, já não consigo mais... ai... mamãe, mamãe, me ajude...
_ Mãe, já se passaram 17 anos desde aquele dia, e eu daqui de cima observo como ainda te machuca ter tomado aquela decisão.
Por favor, não chore, lembre-se que te amo muito e que estarei aqui te esperando com muitos beijos e abraços...
Te amo muito, Seu bebê.
(Eu encontrei esta mensagem na internet e achei interessantíssima, não somente para refletir, mas para sempre lutar contra o aborto) :: Joani Pasturczak (18/08/10)
Joani Pasturczak vc foi um anjo ao publecar este texto.Estou grávida de 8 semanas e estava decidida a abortar, mas este texto mexeu comigo profundamente, me fortaleceu e deu a vida novamente a mim e oportunidade do meu Bebê vir ao mundo. Muito obrigada mesmo. :: Ane (24/08/10)

Últimas Saúde:

Membros do Interact doam cabelos para fazer perucas

Coment(0)
#Hits(0)
MAIS:


 
Início | Quem Somos | Comercial | Redação | Direção | Sugestões | Trabalhe Conosco | Publicaçôes | Fale Conosco | Política de Privacidade Jornal Correio do Povo :: Rua Cel. Guilherme de Paula, 880 Fone: (42) 3635-2944 CEP 85.301-220 - Laranjeiras do Sul - PR