Gestão & Cia - Luiz Gustavo
A internet e a família

Comecei a utilizar a internet, no final do Século XX, ainda me lembro do barulhinho do modem conectando nosso micro à grande rede! Que hoje percebo que não era tão grande assim! No início, o acesso discado via linha telefônica era um martírio, além do custo elevado de utilização. Naquela época, sequer existia ou ouvia-se falar em redes sociais, embora o Google já fosse uma ferramenta de busca utilizada. De lá pra cá pude acompanhar o surgimento de empresas e o fechamento de outras, a internet criou novas oportunidades de emprego e foi uma ferramenta importante na globalização e ao acesso de informações sobre tudo e para todos (democratização da informação).

Perto de 20 anos depois, a internet esta cada vez mais presente no nosso dia-a-dia, sem que muitas vezes percebamos isto. A presença online também é uma grande vitrine, pois o que está exposto lá, assim permanece 24 horas por dia, 7 dias por semana! O que tem proporcionado acesso imediato às informações, às empresas e às pessoas! Atualmente existem jornais e empresas que publicam conteúdos que só existem para consulta online, sem que haja a publicação de versão impressa; muitas empresas também foram criadas para operar somente via online ou que migraram para a rede, um exemplo são as universidades, estas oferecem cursos 100% online ou semipresenciais; e quanto às pessoas, também não é diferente, nos relacionamos com pessoas o tempo todo, foram criados uma infinidade de aplicativos, que são utilizados nos computadores e celulares, sendo que muitas vezes nem as conhecemos fisicamente.

Dias atrás eu estava assistindo um programa de TV com meu filho e o apresentador comentou com um participante: - seu vídeo na internet já foi visualizado mais de 36 mil vezes, fiquei espantado, mas logo me lembrei de um vídeo que havia postado a 10 anos atrás, do primeiro banho que meu filho havia tomado em casa, vídeo amador, com cerca de 30 segundos, e comentei: - “meu filho! Seu vídeo tomando banho já teve mais de 50 mil visualizações”, ele riu, ficou curioso e logo pediu que eu o mostrasse, e para minha surpresa, o vídeo dele já havia ultrapassado a marca de mais de 118 mil visualizações!

Dias depois, eu estava lendo um livro com meu filho, e o autor, um jovem escritor que publica vídeos em um canal da internet escreveu no livro que seus vídeos já haviam sido vistos por mais de 6 bilhões de vezes. Então percebi que meu filho não é nenhuma celebridade, mas que a rede está aí, ávida por novidades, por novos artistas, por mais informação. Então podemos perceber que a internet tem nos trazido novas possibilidades, mas será que estamos preparados para isto?

Faço esta pergunta, porque nós, brasileiros, somos um povo conectado, somos uma grande massa que utiliza a rede de informações, as redes sociais e as ferramentas criadas com o advento da internet, mas será que estamos sabendo fazer uso destas ferramentas? O acesso à informação e ao mesmo tempo um excesso dela, tem nos tornado mais inteligentes e mais preparados para o dia-a-dia? Estamos nos relacionamento melhor? Estamos trabalhando melhor? E estamos sabendo filtrar o que entra em nossa casa? Estes dias recebi um texto no meu celular que fazia esta reflexão, que nos questionava sobre o conteúdo que estava sendo acessado por nossos filhos, sugerindo que nem desconfiamos quando acessam conteúdos impróprios ou são estimulados a atos que reprovaríamos se fôssemos consultados, e no distanciamento que a utilização constante dos celulares e computadores tem causado nas famílias.

Ao refletir sobre o texto, tive a certeza que não conheço tudo o que meu filho acessa! E também sei que a internet é um caminho sem volta!!! Então, rogo que estejamos mais presentes, de corpo e de alma, que possamos acompanhar mais de perto nossas crianças e jovens e que façamos da internet uma ferramenta que nos melhore como pessoas, como profissionais e como empresas! E que a internet seja um estímulo para mais debates e mais humanidade!