Josiane Santos
Arrisque ser uma pessoa nova. Até porque você já não é mais o mesmo.

Assistindo a um programa de televisão sobre estilos de vida me chamou a atenção o depoimento de algumas pessoas que afirmavam serem felizes por terem passado a vida inteira no mesmo bairro, morando na mesma casa. As casas por sua vez conservavam os padrões dos antigos moradores nem mesmo os móveis haviam sido trocados.

Fiquei pensando na quantidade enorme de oportunidades que elas haviam perdido, em quantos lugares poderiam ter morado, quantas pessoas poderiam ter conhecido sem contar as sensações e estímulos que não foram experimentados.

Muitas vezes somos condicionados a acreditar que devemos seguir determinados padrões estabelecidos pela sociedade e que mudanças podem ser perigosas.

A estabilidade e o apego podem nos trazer segurança e facilidades, porém o comodismo e a falta de coragem nos impedem de alçar novos voos e de nos aventurar por outras veredas.

Permanecer estático além de ser entediante também pode nos privar de crescimento material e espiritual. Portanto se você almeja crescer, precisa estar em movimento.

Muitas vezes nós também seguimos o mesmo trajeto para o trabalho, por comodidade ou falta de tempo. Fazemos tudo de forma automática e como já estamos acostumados com o percurso deixamos de olhar a paisagem de observar coisas novas e desta forma perdemos a oportunidade de descobrir lugares, de conhecer pessoas de fazer novos amigos.

O mesmo acontece com quem não troca seus velhos hábitos e permanece preso a atitudes e comportamentos que não mais se adequam aos novos tempos.

Sabemos que é confortável repetir velhos padrões já que mudanças requerem sacrifícios e adaptações e nem sempre estamos dispostos a exercê-los.

Toda evolução requer mudanças e se você estiver disposto a se transformar com certeza será muito bem recompensado pelo universo.

Portanto seja eclético, se atualize, fuja dos padrões, principalmente daqueles que você criou e incorporou como únicos.

Seja ousado, experimente novas sensações, fuja do trivial do óbvio.

Mude o cabelo, mude o estilo, mude o gosto musical, tente novos caminhos. Arrisque ser uma pessoa nova. Aceite as diferenças.

Até porque você já não é mais o mesmo.