O Ponto do Conto - João Olivir Camargo
Fatos da nossa história "I"

Atendo várias pessoas interessadas em saber um pouco mais da história local e regional, principalmente quando se aproxima o concurso público a ser realizado pelo Município de Laranjeiras do Sul. Não tenho mais nenhum exemplar do livro NERJE que tanto buscam, mas é bom informar que nos últimos concursos realizados, raríssimas perguntas se referiam ao Município e que os principais fatos históricos também constam dos livros O Espaço em Construção e Território Federal do Iguaçu, escritos pelo professor Arno Mussói, e ainda deve ter exemplares nas livrarias. Atendendo sugestões, a partir de agora usarei mensalmente este espaço gentilmente franqueado pelos diretores deste jornal para lembrar fatos relacionados à nossa história e o farei de forma cronológica. No dia 09 de março de 1945, há 74 anos, realizou-se a primeira audiência extraordinária do Juízo da Comarca de Laranjeiras do Sul, sob a presidência do juiz Joel Quaresma de Moura, atuando no Ministério Público o promotor Alceu Saldanha Faria; No dia 06 de março de 1946, há 73 anos, o governador do Território Federal do Iguaçu, Frederico Trotta, nomeou Alcindo Natel de Camargo no cargo de prefeito, a mesma função que exerceu no governo anterior de Garcez do Nascimento. No dia 06 de março de 1947 foi nomeado o cidadão Wilson Poletto como o primeiro tabelião da Comarca e, Arival Natel de Camargo assumiu o cargo de oficial do Registro de Imóveis no dia 31 do mesmo mês e ano; Há 66 anos, no dia 24 de março de 1953 foi oficializada a doação do terreno onde se localiza a Igreja Matriz Sant`Ana à Mitra da Prelazia de Foz do Iguaçu, a qual pertencia a nossa paróquia; Há 57 anos, no dia 13 de março de 1962 foi criado o Distrito de Nova Laranjeiras que no passado era conhecido como Rio das Cobras. Nova Laranjeiras foi emancipado como município no dia 16 de maio de 1990 pela Lei Estadual nº 9.249 e instalado oficialmente no dia 1º de janeiro de 1993; à época a cidade de Laranjeiras do Sul não possuía nada no que se refere a pavimentação de ruas, serviço que começou há 59 anos apenas na XV pela empresa Pavimentadora Alpha Ltda; não havia o cargo de vice-prefeito e mudanças nas leis federais criaram a função cabendo as câmaras municipais indicarem um de seus membros para tal. Assim, no dia 22 de março de 1964, pelo voto secreto foi indicado o médico e vereador Carmosino Vieira Branco (in-memoriam) como o primeiro vice-prefeito da nossa história; no dia 31 de março de 1968, entrou no ar em caráter experimental a Rádio Educadora, operando em AM com 250 watts de potência. Pouco tempo depois este colunista passou a fazer parte da equipe tendo atuado em radiodifusão por quase duas décadas. Atualmente a Educadora opera em FM, na frequência 103.9, sendo sintonizada com clareza em mais de 60 municípios. Mês que vem tem mais história neste espaço que ocupo desde março de 2000, há 19 anos.