Perto de Deus - Padre Vieslau
A morte

A morte entre os seres vivos como são animais ou plantas é uma coisa normal. Só Deus planejou o homem livrar da morte. “O Senhor Deus deu-lhe (Adão) uma ordem, dizendo: “Podes comer de todas as árvores do jardim.  Mas da árvore do conhecimento do bem e do mal não deves comer, porque, no dia em que dele comeres, com certeza morrerás” (Gn.2.16-17). Assim mesmo que o homem tenha uma natureza mortal, Deus o destinou a não morrer. A morte foi, portanto, contrária aos desígnios de Deus Criador e entrou no mundo como consequência do pecado. "A morte corporal, à qual o homem teria sido subtraído se não tivesse pecado", é assim "o último inimigo" do homem a ser vencido (1 Cor 15,26). Assim a morte é consequência do pecado. Este pecado, que chamamos pecado original é um grande desaforo feito a Deus. Pois Adão e Eva desprezaram a ordem de Deus e obedeceram a ordem do demônio. Trocaram Deus pelo demônio. “Pois como o pecado entrou no mundo por um só homem e, por meio do pecado, a morte; e a morte passou para todos os homens, porque todos pecaram…”( Rm.5.12).

A morte carrega consigo o castigo. O castigo   começou existir depois do pecado. “Ao homem (Adão) ele (Deus) disse: “Porque ouviste a voz da tua mulher e comeste da árvore, de cujo fruto te proibi comer, amaldiçoado será o solo por tua causa. Com sofrimento tirarás dele o alimento todos os dias de tua vida.  Ele produzirá para ti espinhos e ervas daninhas, e tu comerás das ervas do campo.  Comerás o pão com o suor do teu rosto, até voltares ao solo, do qual foste tirado. Porque tu és pó e ao pó hás de voltar”. (Gn.3.17-19).

Na sua maioria  as pessoas têm medo da morte. É justo. Pois ela é um castigo. Temos medo pois não sabemos de que tipo de morte vai tirar a nossa vida. Será que vamos sofrer muito? Será que morreremos de repente de enfarto? Será que morreremos num desastre? Será que alguém vai nos assassinar? Será que antes de morrer alguém vai nos torturar? Etc., etc.

Quando a morte nos assusta, temos uma forte consolação. São Paulo Apóstolo lembra disso: “Como em Adão todos morrem, assim em Cristo todos serão vivificados.” (1Cor.15.22). A ressureição de Jesus Cristo garante a volta do nosso corpo morto à vida. Assim o nosso corpo será valorizado de novo na ressureição dos mortos no fim do mundo. “Mas, na realidade, Cristo ressuscitou dos mortos como primícias dos que morreram. Com efeito, por um homem veio a morte e é também por um homem que vem a ressurreição dos mortos.” (1Cor.15.20-21). Somos privilegiados pela ressureição de Jesus Cristo. Ele pela sua ressureição venceu a morte humana e nos devolverá o nosso corpo vivo no fim do mundo.

Portanto Jesus Cristo nos adverte, para que nós sejamos atentos para todos os dias praticar a religião dele para merecermos a ressureição gloriosa: “Vigiai, portanto, pois não sabeis em que dia virá o vosso Senhor.” ( Mt.24.42). E são Paulo Apóstolo incentiva a pratica da religião de Jesus Cristo pois esta prática será recompensada. “Pois é preciso que este ser corruptível se vista de incorruptibilidade e este ser mortal se vista de imortalidade...Portanto, meus amados irmãos, sede firmes, inabaláveis, progredindo sempre na obra do Senhor, certos de que vossas fadigas não são em vão, no Senhor.   (1Cor.15.53...58).                                                  

O, Bom Jesus! Não sei que morte me espera. Mas já rezei milhares de vezes a Maria: “Santa Maria, Mãe de Deus, rogai por nós pecadores, agora e na hora da nossa morte.” Espero que me darás uma morte feliz na tua presença e de Maria Santíssima. Amem.