Perto de Deus - Padre Vieslau
Quero ter a Vida Eterna

Uma vez alguém fez a Jesus Cristo a seguinte pergunta. “Mestre, que devo fazer de bom para ter a vida eterna?”  (Mt.19.16) A resposta para esta pergunta interessa a nós todos. Nós queremos nos salvar, isto é, ganhar a vida eterna. A resposta de Jesus Cristo foi a seguinte:  “Se queres entrar na vida, observa os mandamentos”. – “Quais?”, perguntou ele...Jesus respondeu: “Não cometerás homicídio, não cometerás adultério, não roubarás, não levantarás falso testemunho, honra pai e mãe, ama teu próximo como a ti mesmo”. ( Mt.19.17-19)

Como guardar estes mandamentos?

Jesus Cristo em outra oportunidade fez uma exigência explicando o quinto mandamento da Lei Divina “Não matar” Ele falou: “Ouvistes que foi dito aos antigos: ‘Não cometerás homicídio! Quem cometer homicídio deverá responder no tribunal’.  Ora, eu vos digo: todo aquele que tratar seu irmão com raiva deverá responder no tribunal;” Aqui está a rigidez da explicação de Jesus. A raiva contra um irmão Jesus iguala com um homicídio. Jesus Cristo muito valoriza a pessoa humana. Não se pode tratar uma pessoa   com raiva.  A pessoa humana é criada na imagem de Deus. Tratando a pessoa com raiva se ofende a Deus que criou esta pessoa.

O resto das explicações de Jesus tem a mesma gravidade. “quem disser ao seu irmão ‘imbecil’ deverá responder perante o sinédrio; quem chamar seu irmão de ‘louco’ poderá ser condenado ao fogo do inferno.   A pessoa humana é intocável em sua dignidade. Ela é a imagem de Deus. Significa que chamar a imagem de Deus com as palavras despreciavas é ofender o Criador da pessoa humana. Deus quer que sempre se trate a pessoa humana com respeito mesmo que ela cometeu um crime.

Jesus Cristo com muita ênfase insiste para fazermos a reconciliação com a pessoa por nos ofendida. “Portanto, quando estiveres levando a tua oferenda ao altar e ali te lembrares que teu irmão tem algo contra ti, deixa a tua oferenda diante do altar e vai primeiro reconciliar-te com teu irmão. Só então, vai apresentar a tua oferenda. Procura reconciliar-te com teu adversário, enquanto ele caminha contigo para o tribunal. Senão o adversário te entregará ao juiz, o juiz te entregará ao oficial de justiça, e tu serás jogado na prisão. Em verdade, te digo: dali não sairás, enquanto não pagares o último centavo. (Mt.5.21-26)

A reconciliação com o próximo é indispensável para que Deus nos aceite com as nossas oferendas. Sem a reconciliação Deus não aceita nenhuma oferenda mesmo que seja muito grande. Pois é imaginável, que duas pessoas não reconciliadas ficassem no mesmo Céu.

Ó Meu Bom Jesus! Me ajude com as suas graças que eu seja  humilde e com facilidade me reconcilie com o próximo e ganhe o direito de entrar no Reino do Céu. Amem.