Poucas e Boas - Henrique Romanini
Poucas & Boas

Começar de novo

Mais um ano e com as esperanças renovadas vamos à luta. Penso que 2019 será um ano bom. Pelo menos na minha humilde visão. Acreditar sempre faz sentido,  para quem pretende realizar algumas coisas. Estou nesse grupo, pois acredito que o pessimismo é mau conselheiro e não leva a lugar nenhum. E com o coração batendo forte e focado em um amanhã cada vez melhor, escrevo a primeira coluna do ano.

Sexo dos anjos

O ano novo começa com polêmicas. O azul para meninos e o rosa para meninas, da frase dita pela ministra Damares Alves, em tom de brincadeira, causou um rebuliço danado nas mídias sociais e na grande imprensa, como se ele tivesse proferido um grande palavrão. A ditadura do politicamente correto agregado com a intolerância revanchista de quem perdeu a eleição maximizam o fato de forma negativa e agressiva. Oras bolas, a esquerda inventou o Outubro Rosa e o Novembro Azul e não se viu, até hoje, nenhum burburinho sobre isso.

Azul ou Rosa?

No livro Pink and Blue, a autora Jo B. Paoletti faz uma análise profunda de sociedade, consumo e mercado para examinar as mudanças nas atitudes em relação a cor como uma marca de gênero nas roupas infantis americanas. Segundo a pesquisadora, até os anos 40, o rosa era usado por meninos, por ser “uma cor mais assertiva e forte”, e azul por meninas porque, teoricamente, representava “delicadeza”. Porém, na década de 1980, quando os exames pré-natais começaram a revelar o gênero dos bebês antes do nascimento, os pais podiam, finalmente, decorar o quarto da criança de acordo. Foi nessa época que as lojas de departamento americanas consolidaram a regra do rosa para meninas e azul para meninos.

Não quer

Deixando o Azul e o Rosa de lado, vamos falar de política. O vice-prefeito Valdemir Scarpari é cotado para ser o chefe da 5ª Regional de Saúde, assim como o prefeito Berto Silva, o foi para ser presidente do Consórcio Regional de Saúde. Mas, como Berto Silva, Scarpari também não vai aceitar o convite. O foco do vice é Laranjeiras do Sul e a Saúde do município. Pelo menos por enquanto.

Regionais

Com a posse do governador Ratinho Junior, haverá mudanças nas chefias de núcleos em Laranjeiras do Sul. Almeida deve deixar a SEAB, Deomar a Emater e o Vitélio Dalmolim a Educação. Com exceção da Educação que já tem certo o retorno do Lidio dos Santos. Na área da agricultura, até agora, só especulações.

A cor da tinta

Traiano, que foi o deputado mais votado na região é o homem da caneta. Ele quem decide quem assume o que nas regionais. Porém, quem vai  indicar é o prefeito Berto Silva, amigo de Traiano e do governador Ratinho. Em resumo, a caneta quem tem é o Traiano, mas quem escolhe a cor da tinta é o Berto.

Poucas & Boas

Tererêmoto

A Erva Mate Laranjeiras deu literalmente o pulo do gato ao contratar o galã cantor Luan Santana para estampar seu rosto no pacote da erva para Tererê. A mulherada nunca consumiu tanto “mate gelado”, como agora, a estratégia está criando um “Tererêmoto” entre as fãs do cantor. Uma jogada de marketing muito bem estudada e certamente trará os resultados esperados. Parabéns à direção da empresa pela ousadia.

Magrão na direção

Mudando de gelado para quente, a última sessão ordinária da Câmara de Vereadores de Laranjeiras do Sul foi acalorada. A eleição para a escolha da nova mesa diretora rendeu alguns pronunciamentos ácidos, principalmente do vereador Anderson e do então presidente João Badotti, contra a postura do vereador Valdivino, que acenou para um lado, mas optou para o outro. No final deu tudo certo e o encerramento foi bem cordial, com todos desejando sucesso ao novo presidente Magrão.

Gol de virada

Na distribuição de cestas de Natal promovida pela prefeitura de Laranjeiras, que presentou cerca de 1, 5 mil famílias, o vereador Valdivino foi aplaudido de pé pela multidão que estava no Laranjão. Parecia que o vereador tinha marcado um gol no último minuto do jogo, virando o placar. A torcida foi ao delírio e Valdivino ovacionado.

Nem pensar

Se quisesse, o prefeito Berto Silva poderia assumir uma cadeira na Assembleia Legislativa até fevereiro, no lugar do Guto Silva, que será nomeado Chefe da Casa Civil, no governo Ratinho Junior.  Obviamente que Berto não vai querer, pois teria que renunciar ao mandato de prefeito para assumir a vaga até fevereiro, quando inicia os trabalhados da nova legislatura. Quem entra para cumprir o mandato tampão é o Luiz Corti, ex-prefeito de São Jorge do Oeste.

Consórcio

Falando em Berto Silva, o prefeito foi eleito ontem vice-presidente do Consórcio Intermunicipal de Saúde. A eleição foi realizada no Centro de Especialidades em Guarapuava. De acordo com informações, houve um acordo de cavalheiros na composição da única chapa concorrente. No entanto, se dependesse do secretário da Saúde e vice-prefeito de Laranjeiras do Sul, Valdemir Scarpari, Berto encabeçaria a chapa, mas como bom articulador, Scarpari aceitou na boa o acordo.

De Bona

O governador diplomado, Ratinho Júnior, anunciou o nome do professor e eterno reitor da Unicentro, Aldo Nelson Bona, como novo chefe da Superintendência de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, órgão vinculado ao gabinete do Governo Estadual. Com isso, Bona deixará sua posição de reitor da Universidade Estadual do Centro-Oeste , que deve ser comandada pelo atual vice-reitor, Osmar Ambrósio de Souza.

Frustração

Os órfãos de Lula viveram momentos de êxtase com a decisão do Ministro Marco Aurélio, em conceder liminar de soltura ao ex-presidente. Mas a alegria durou pouco, pois o Ministro Dias Toffoli cassou a liminar, criou um mal estar no STF,  frustrou os petistas e o Luiz Inácio deve continuar preso em Curitiba. Lula que estava de malas prontas para sair, teve que desfazê-las e seus seguidores tiveram que guardar os foguetes para outra ocasião.

Poucas & Boas

Chapa quente

É segunda-feira a eleição na Câmara de Vereadores de Laranjeiras do Sul. Até o momento apenas uma chapa inscrita com  a vereadora Eva na cabeça,  mas é certo que uma segunda, possivelmente encabeçada pelo vereador Nei Becker, deve concorrer. Há um clima de mistério no ar. Parece que alguém está com uma carta na manga. O bloco, chamado de oposição, tem  a maioria, no entanto, as articulações estão acontecendo e já tem quem aposte em surpresa. É esperar pra ver.

Diplomacia

Em Guaraniaçu a oposição fez a presidência da casa com o vereador Daniel Magalhães, um dos mais ferrenhos adversários do prefeito Osmário Portela. Porém, no discurso, Daniel afirma que pretende comandar a casa defendendo os interesses da população. 

Criterioso

O governador eleito Ratinho Junior praticamente já definiu o seu secretariado. O que tem chamado a atenção que até agora Ratinho tem demonstrado que deve mesmo seguir o que pregou em campanha. Em sua maioria, os indicados para o primeiro escalão do futuro governo, são bem mais técnicos que políticos. É novidade e das boas. Sinal de que as coisas devem mudar e pra melhor.

Pagar com o que?

Em seu perfil no Instagram, Haddad foi perguntado como pagará a indenização de R$ 79,2 mil ao bispo Edir Macedo por tê-lo chamado de “charlatão” durante a campanha (a decisão contra o petista foi proferida na quarta-feira, 12). O homem ainda questionou se Haddad pediria “doações aos pobres” para quitar a dívida, já que “não trabalha”.

A todo vapor

Impressionante o gás da governadora Cida Borghetti. A mulher não para nem nos finais de semana. Nem bem havia terminado o estresse da campanha eleitoral, já estava despachando, recebendo prefeitos, parlamentares, visitando municípios. E continua no mesmo pique, apesar de estar faltando poucos dias para encerrar o mandato. Haja fôlego.

Na TV

O secretário de comunicação de Laranjeiras do Sul, jornalista Luiz Roberto Almeida, está negociando com um canal de TV exclusivo de esportes. Profissional de primeira linha, Luiz Roberto já esteve diversas vezes no Rio de Janeiro conversando com a direção da emissora. De acordo com informações, a conversa está bem adiantada. Capacidade e talento para assumir vaga em uma grande rede de comunicação, Luiz tem de sobra. Sucesso!

Poucas & Boas

Estrela decadente

Dizem que a estrela da senadora e deputada federal eleita, Gleisi Hoffmann, não está mais com o mesmo brilho entre os correligionários petistas. Em conversa recente, o termo mais leve usado por Rui Falcão para classificar Gleisi Hoffmann foi “irresponsável”. A senadora lhe sucedeu na presidência do PT e, até outro dia, eles tinham uma ótima relação.

Cheio de gás

Quem anda bem animado é o vice-prefeito Valdemir Scarpari. Indicado para fazer parte da equipe de transição do governador eleito Ratinho Junior, Scarpari já está  fazendo um levantamento minucioso da situação da saúde pública na região de abrangência da 5ª Regional. O vice-prefeito e secretário de Saúde de Laranjeiras do Sul, certamente atenderá a expectativa, pois capacidade e conhecimento para isso não lhe faltam.

Polemizar pra que?

A extinção do Ministério do Trabalho, com a passagem de suas funções para outras pastas, está sendo bem recebida por setores da produção. E combatida pelas Centrais Sindicais que dele tomaram conta. O presidente Bolsonaro terá que administrar situações como estas, é difícil para algumas pessoas intenderem que mudanças são necessárias. Com ou sem Ministério a situação do trabalhador não será alterada. Não é o ministério que dita as normas e sim a CLT. Todo mundo sabe disso, não é preciso  polemizar.

Sangue do meu sangue

As eleições deste ano deixaram muitas arestas entre famílias. Muitos restringiram ou até bloquearam parentes nas mídias sociais. O Facebook transformou-se num território sem lei e sem ordem. Os fakes dominaram a área e foram os maiores causadores de discórdia entre entes queridos.

Contrassenso

Por mais que tento entender não consigo. A esquerda brasileira fala em liberdade, chama os eleitores do Bolsonaro de fascistas e amigos da ditadura, mas  idolatram o Maduro, Fidel Castro, Che Guevara entre tantos outros ditadores. Será que a ditadura de esquerda é menos prejudicial que a da direita ou isso é mera retórica de quem não aceita as regras da democracia?

Os números não mentem

A conversa mole da vez é que Bolsonaro não foi eleito pela maioria. Vamos aos números:  em 2014 o resultado do segundo turno foi: Dilma Rousseff: 54.501.118; Aécio Neves: 51.041.155; Abstenções: 30.137.479; Nulos: 5.219.787 e Brancos: 1.921.819. A soma dos votos do Aécio, abstenções, brancos  e nulos é 88.320.241. Nas eleições deste ano Bolsonaro fez 57.797.840; Haddad: 47.040.900; Abstenção: 31.371.704; Brancos: 2.486.593 e Nulos  8.608.105. A soma de todos os votos, menos os do presidente eleito resulta em 89.507.302 votos. Resultado: ninguém pode falar de ninguém. Volto a repetir é melhor aceitar.

Poucas & Boas

Minguado

Para os supersticiosos de plantão vai uma constatação. O dia da eleição, 7 de outubro, será de lua minguante. Dizem que pode ser um sinal. Mas o pior não é isso. O problema que no dia da posse, a mesma fase da lua estará imperando. Então se isso funciona mesmo, nem tudo está tão ruim que não possa piorar. Vamos se agarrar no terço.

De mangas arregaçadas

O vice-prefeito Valdemir Scarpari se licenciou para se debruçar na campanha do Ratinho Junior. Scarpari não tem descansado um minuto em busca de voto para o candidato. E pelas pesquisas feitas na região, parece que a iniciativa está dando resultado. Tem gente apostando que o deputado deve garantir cadeira no Palácio Iguaçu, já no primeiro turno.

Boi com asas

Tem gente apostando que não vai dar segundo turno na majoritária nacional. Dizem que o “Capitão” leva no primeiro. Mas como disse um amigo meu: “em política acontece de tudo, até boi voa”. Mas, voando ou não, a boiada está inquieta, pois na verdade tudo é uma incógnita que só a apuração vai revelar. O certo é que o país está dividido e o que impressiona é que os dois candidatos com maior rejeição são os ungidos do eleitor. É incoerente, mas é real. Por isso que na política o boi voa!

Frustração

Muitos paranaenses estão frustrados com o desempenho do senador Álvaro Dias. Creio que todos esperavam um pouco mais. No entanto o que dependia dele ele fez nestes mais de 40 anos de carreira política. Nunca se envolveu em escândalo de corrupção, é ficha limpa e tem um histórico invejável se levarmos em consideração a vida pregressa da maioria dos políticos brasileiros. Mas percebe-se que o eleitor não leva isso em consideração, se observarmos que quem lidera a preferência está preso e nem é candidato.

Eva ou Magrão?

E as articulações para a eleição da nova mesa diretora da Câmara de Laranjeiras deu uma arrefecida, em razão da campanha para as eleições majoritárias de outubro. No entanto ‘especialistas’ na política local garantem que é só terminar o processo eleitoral, que a coisa vai começar a ferver. Há tempos não se via uma disputa tão acirrada pela cadeira do centro da mesa diretora. Vamos aguar pra ver quem leva.  Eva ou Magrão?

Poucas & Boas

Assim não dá!

Chegando o dia da eleição o rumo da campanha vai descambando para as acusações em detrimento às propostas de governo.  Fica claro a intenção dos candidatos que ao invés de conquistar votos com propostas, miram suas metralhadoras nos adversários com o único objetivo de denegrir suas imagens. É uma estratégia que até tem seus defensores, mas como vivemos em um país em que a maioria dos políticos tem seus telhados de vidro, os programas eleitorais viram um festival de ataques e justificativas e propostas que é bom, ninguém ouve. Quem perde com a baixaria é o eleitor, que é obrigado a escolher o “menos ruim”.

Chorando

E o ex-governador Beto Richa, parece que está com um vírus mortal, após ter sido preso pelo GAECO. Despencou nas pesquisas e os amigos desapareceram. Alguns, até muito próximo, chegaram a tirar a foto do ex-governador em suas propagandas de candidato, temendo uma represália do eleitor pela proximidade. Os prefeitos então, saltaram fora da campanha do ex-idolatrado, amado, paparicado, governador Beto Richa. Mas, apesar de condenável, essa postura é muito comum na política, que para “eles” é um jogo de interesse. E quem pode mais chora menos. Pode chorar Richa!

Corrida

A semana foi concorrida em Laranjeiras do Sul para candidatos e seus cabos eleitorais. Estiveram visitando a terrinha, Vilmar Reichemback, Rodrigo “Estacho”, Alexandre Guimarães, Nereu Moura, Guto Silva, Gleisi Hoffmann, entre outros, sem contar os prata da casa, Vanderlei Voiski e Milton Ouro. Dos candidatos a governador, por enquanto só o Dr. Rosinha (PT) deu o ar da graça. Ratinho, Cida e João Arruda, que são os mais cotados, de acordo com as pesquisas, não apareceram. Das duas uma, ou não estão dando muita importância para Laranjeiras ou já contam com a fatura liquidada por aqui.

Ratão e Ratinho

Por falar em visita de candidato a governador, o staff do Ratinho Júnior, coordenado pelo prefeito Berto Silva, esteve reunido segunda feira (17) para organizar a visita do líder nas pesquisas na região. A princípio viriam Rato Pai e Ratinho Junior, depois foi protelado para amanhã (21) e por fim ficou para a próxima sexta-feira (28). Mas segundo informações, apenas o Ratão deve vir. Ainda carece confirmação.

Parabéns

Os prefeitos presentes nos Jarcans 2018 foram unânimes em elogiar o presidente da Cantuquiriguaçu e prefeito anfitrião, Berto Silva, pelo sucesso dos jogos. Contando com o belo trabalho comandado pelo secretário de Esportes Rafael Nascimento, sem dúvidas a edição deste ano, merece mesmo os elogios. De acordo com Rafael, o prefeito Berto Silva, deu todas as condições para que os Jogos pudessem ser realizados da melhor maneira possível. Em todas as suas entrevistas Rafael sempre destacou o empenho do prefeito para que o evento transcorresse da forma como transcorreu.

Poucas & Boas

Jarcan´s I

Não se fala em outra coisa na região. Jarcan´s é o prato do dia, da hora e do minuto. E não é para menos, são mais de 4 mil pessoas, entre atletas, comissão técnica e arbitragem que estão diretamente ligados ao evento. Fora disso estão os familiares e amigos dos competidores que estão para dar aquela força extra nas competições. Em números $$$$$$ isso representa injeção de valores consideráveis na economia dos municípios.  Por isso sejam todos bem vindos e voltem sempre.

Jarcan´s II

Ainda sobre o maior evento esportivo do interior do Paraná, vale destacar a atenção que o prefeito Berto Silva e sua equipe estão dando aos Jarcan´s 2018. O investimento, se somarmos as reformas e a estrutura disponibilizada para a realização das competições, passa longe a casa dos R$ 500 mil. Mas aí tem um detalhe importante, o legado que os Jogos deixarão para Laranjeiras do Sul, vale cada centavo investido. O Laranjão e o Laranjinha reestruturados o Ginásio de Esportes do Bancários, entre outras obras que serão utilizados este ano.

Felicitações

Quero aproveitar o espaço para parabenizar o casal Zé e Marinez Crotti, que comemoraram 32 anos de casados na quinta-feira (6). Duas pessoas que conheço há muito tempo e considero bastante. Exemplo de casal, pais e avós. Parabéns Zé e Marinez. Não esqueçam esse escriba quando foram queimar uma carninha para comemorar a data.

Vai ficar bonito

Vale destacar aqui a obra de restauração da Câmara de Laranjeiras do Sul. Independentemente de ela dividir opiniões, eu sou plenamente favorável à restauração do prédio histórico. Certamente os contrários mudarão de opinião quando a obra estiver pronta. A Praça do Cinquentenário será uma referência de uma região que obrigatoriamente deverá ser visitada, não só por pessoas de fora, mas também pelos laranjeirenses. O conjunto formado pela Câmara e o Museu ficará muito bacana. Parabéns ao presidente João Badotti.

Difícil Missão

Se confirmarem as pesquisas, Ratinho Junior deve vencer a eleição no primeiro turno. As últimas duas divulgadas, Ibope e Radar, mostram uma larga vantagem do candidato do PSD sobre os demais postulantes. Como a campanha agora é curta, os marqueteiros da Cida (PP) e do João Arruda (MDB), os dois mais próximos, terão que mostrar serviço para reverter o quadro e quem sabe forçar um 2º turno, o que na atual situação será uma missão bem difícil.

Poucas & Boas

Fervendo

Faltando ainda mais de quatro meses para a eleição da nova mesa diretora da Câmara de Vereadores de Laranjeiras do Sul, o “ki suco” já está fervendo. Com arestas a serem aparadas, o presidente da casa, João Badotti e o prefeito Berto Silva, estão em batalha do tipo quem pode mais chora menos. E essa desavença já está refletindo na escolha dos nomes que comporão as chapas.

 

Dois pra lá e dois pra cá

Mais dividida que melancia em turma de criança, a situação é de dois pra lá e dois pra cá. Só que o número de votantes é impar e alguém vai ter maioria. Dizem nos bastidores, que de um lado já desponta o nome do vereador Magrão que mesmo eleito pela oposição, hoje compõe com a situação. Do outro lado está a vereadora Eva, que dizem pleitear a cadeira “maior” da Casa de Leis e poderá ser o nome da oposição para liderar a chapa.

 

Boi com asas

Como na política boi tem asas e voa, o quadro descrito pode mudar.  Hoje o desenho é este: Magrão, Junior Gurtat, João Aires, Sete, Panatto e o Nei Becker, formam a aliança simpática ao Executivo. João Badotti, Professor Anderson, Alex Schroeder, Clarice Viola, Valdivino e Enfermeira Eva seriam da base contrária. Fica então em stand by o Marcio dos Alexandre, que até então seria o voto de minerva.

Como diria o gaúcho: “eleição mais apertada alpargata de gordo”

 

Quem tem ..., tem medo

Agosto é o mês da saúde do homem. Todo mundo sabe que depois dos 40, tem que fazer o dever de casa e procurar um Urologista, para o temido exame do toque. No entanto, muita gente não quer nem pensar na possibilidade de ter que enfrentar a tão temida dedada.

Não se sabe se é medo de gostar ou se por constrangimento. Uma coisa é certa, por mais constrangedor que seja, não tem saída, tem que enfrentar. Só pra relaxar: após completar 40 anos, o exame de toque deve ser feito todos os anos, ou seja, “analmente”.

 

O seu está solto?

O Brasil é mesmo um país singular. Não existe no mundo nada parecido. Estamos em plena campanha eleitoral e quem lidera as pesquisas é um candidato que ainda não participou de nenhum debate, não pode receber visitas, não participa de comícios, não vai poder fazer programa de rádio e TV e não pode viajar pelo país em busca de votos. Só pra saber, o seu candidato está solto?

 

Homem forte

O deputado federal Valdir Rossoni desceu do muro e declarou apoio ao Ratinho Júnior. A iniciativa de Rossoni, certamente balançará a postura de muitos prefeitos que estão em cima do muro. Com recursos ainda pendentes de liberação por parte da governadora Cida Borghetti, muitos estão entre a cruz e a espada. Mas a decisão de Rossoni deve refletir no posicionamento dos “indecisos”, que devem pender para o lado do deputado. E olha que são mais de cem prefeitos. Um batalhão considerável de cabos eleitorais.

Poucas & Boas

Azedou de vez

A parceria entre a prefeitura de Laranjeiras e a AEL chegou ao fim. Está parecendo uma separação conjugal litigiosa, com acusações de ambos os lados. Não se pode afirmar que um dos lados tem menos ou mais razão que o outro, mas é bom lembrar que quem perde nessa discussão é o esporte. Lamentamos que esse casamento tenha tido um desfecho tão melancólico.

Política

Tem gente apostando que o imbróglio entre prefeitura e AEL não passa de intriga política. No início como uma das novidades na política local, o diretor da AEL, vereador Alex Schroeder, foi um dos candidatos ungidos pelo prefeito Berto Silva, mas ultimamente tem se rebelado contra o criador e isso pode ter sido o estopim que detonou a crise entre os dois e pesou na decisão do cancelamento da parceria.

Opinião

Em conversa mantida por esse escriba com prefeitos da Cantuquiriguaçu, em relação às candidaturas ao governo do Estado, o deputado Ratinho Júnior foi a opção da maioria, no entanto a vantagem, por enquanto, não é grande em relação à preferência pela governadora Cida Borghetti. Mas como todos sabem, nada que a divulgação do resultado da primeira pesquisa feita por uma grande agência não possa mudar, pra mais ou pra menos.

De braçada

Na mesma conversa, quem nada de braçada é o ex-governador Beto Richa, a maioria absoluta dos prefeitos contou que o tem como primeira ou segunda opção como candidato ao Senado. Isso é resultado do governo municipalista adotado por Richa em seus dois mandatos. Agora Richa está colhendo os frutos pelo tratamento dispensado aos executivos municipais.

É possivel

O boato é forte sobre o futuro do prefeito Berto Silva, caso Ratinho Junior conquiste a cadeira principal do Palácio Iguaçu. O nome do prefeito é bastante cotado para assumir uma vaga no primeiro escalão caso as urnas confirmem Ratinho como novo governador do Paraná. Berto quando é indagado sobre a hipótese, desconversa, mas não nega que a possibilidade exista.

Pobre eleitor

As convenções partidárias confirmaram 12 candidatos à Presidência da República – o segundo maior número desde 1989, quando foram 22 concorrentes. Mas cá pra nós, as opções são sofríveis. A eleição deve polarizar entre esquerda e direita, mas ainda não tem nada definido pra que lado a água vai entornar. Com o imbróglio da candidatura Lula, que até então lidera as pesquisas, o eleitor anda sem pai nem mãe. Mesmo com Lula conseguindo se candidatar, o quadro não melhora muito. O negócio é tentar escolher o menos pior, mas quem?

Poucas & Boas

Os caras

Meu amigo Joareiz Cezar Moritz, o Carudo, recebeu homenagem da Câmara de Vereadores de Laranjeiras do Sul pelos 25 anos dedicados ao serviço público. O Carudo é um desses caras “pau pra toda obra”. Ele é operador de máquinas, motorista de caminhão basculante, assador e exímio cozinheiro. Foram homenageados também, Nelson Alvo de Almeida e o José Pedroso Ruas. Todos da secretaria de Viação e Obras e que já foram subordinados ao João Schefer, hoje presidente da Câmara e quem propôs a moção. Homenagens mais que merecidas.

Desandou

A política é mesmo uma caixinha de surpresas e quando o assunto é articulação para possíveis coligações, ela fica mais surpreendente ainda. Tida como certa, a aliança entre PDT de Osmar Dias e MDB de Roberto Requião, desandou. De acordo com pessoas ligadas aos dois partidos, a conversa enroscou nas eleições proporcionais. João Arruda escolhido na convenção como candidato emedebista já alfinetou:  “Eles não têm chapa, a chapa deles é um blefe, algo que estão tentando valorizar, mas que não existe. O MDB não pode esperar, todo mundo está só aguardando”.

Nem a pau!

Corre boato que o ex-senador Osmar Dias, pré-candidato do PDT ao governo, desistiria de concorrer ao pleito, depois que o seu irmão e candidato à presidência pelo Podemos, Álvaro Dias, fechou com o PSC, ex-partido do seu principal adversário, segundo as últimas pesquisas, o deputado Ratinho Junior. Conversei pessoalmente com o ex-senador e ele me disse que estava no meio de uma reunião tratando de alianças. Então... para bom entendedor, um pingo é letra.

Podemos acreditar

Quem está de agenda marcada para a convenção do Podemos de Álvaro Dias, sábado em Curitiba, é o prefeito Berto Silva (PSC), provável coordenador da campanha de Ratinho Junior na Cantuquiriguaçu. Não deixa de ser um sinal, de que uma possível aliança entre Ratinho e Álvaro está madura. Quem acompanha o prefeito à capital é o vice Scarpari, que já está de malas prontas para migrar para o PSD, partido do Ratinho.

A gora é chefe

O delegado Wilkinson Fabiano Oliveira de Arruda, que exerceu por um bom período a função de adjunto na 2ª SDP, foi transferido para a cidade de Marmeleiro, onde responderá pela chefia da delegacia do município. O Dr. Fabiano, como era comumente chamado, exerceu um papel importante na Segurança Pública em Laranjeiras do Sul. Pela competência do policial e pelo desprendimento na resolução de crimes, demonstradas na 2ª SDP, o delegado Fabiano certamente chefiará a delegacia de Marmeleiro com maestria. Boa sorte delegado!