Meditação – em meio ao caos, é preciso dar um respiro pra sua mente

Meditação é uma técnica ancestral, de origem oriental que usa a observação como uma rota para se auto transformar. Seu

Meditação é uma técnica ancestral, de origem oriental que usa a observação como uma rota para se auto transformar.

Seu foco primário é a conexão entre e o corpo e a mente do praticante. Isso pode ser experimentado através da atenção voltada às sensações físicas que movimentam o corpo e conduzem a mente.

Assim, usando técnicas como observação da respiração, esvaziamento da mente ou meditações guiadas o praticamente começa ter mais consciência de si mesmo e suas emoções e do mundo que o cerca.

Tipos de meditação

A meditação pode ser realizada de inúmeras formas, e não precisa, necessariamente ter um vínculo religioso ou espiritual. Aqui temos apenas algumas maneiras de se praticar meditação, e cada pessoa pode se familizar mais com um ou com outra, dependendo de seu momento atual, sua história e suas crenças.

1. Vipassana: significa ver as coisas como elas realmente são. Por meio desta meditação o praticante busca encontrar sua paz e se livrar de travas, amarguras e bloqueios vivendo em consciência.

2. Consciência plena ou mindfulness: foca no momento presente e na respiração como uma maneira de esvaziar a mente de maneira tranquila e também busca trazer consciência.

 3. Zazen: é uma prática da meditação muito comum nos países asiáticos, mas em especial no Japão. A forma de praticar a técnica está descrita em seu próprio nome: “za” significa sentar-se, enquanto “zen” significa o estado de meditação.

Por isso, todos os praticantes ficam sentados, em alguma das três posições da técnica. Durante todo o período, foca-se na respiração, em sua velocidade, intensidade e consistência. Deve-se focar apenas na respiração e manter a mente livre de qualquer pensamento.

4. Meditação guiada: muitas vezes a porta de entrada para os iniciantes na prática, visto que precede a meditação silenciosa. Com alguém guiando o pensamento e a concentração, com textos, imagens e/ou palavras, o praticante entra em um estado de calma e serenidade para se aventurar em outros tipos de técnicas.

Essas são apenas algumas das centenas de formas de meditar. Todas são unânimes no mesmo quesito: é necessário se permitir, praticar e lembrar: “Qualquer julgamento sobre os pensamentos é só um pensamento a mais”.

Colaboração: Juliani Hul

Redação: Vanessa Marcon