Causa de infidelidade conjugal: Casamento por conveniência

O casamento por conveniência é outra causa de adultério muito recorrente. Este tipo de casamento é caracterizado quando um dos

O casamento por conveniência é outra causa de adultério muito recorrente. Este tipo de casamento é caracterizado quando um dos cônjuges se casou por outros motivos prioritários que estavam muito acima do amor, aliás, na maioria dos casos o amor é inexistente.

Os casamentos por conveniência acontecem quando a prioridade é:

⦁             Os bens materiais do outro – há pessoas que encontram no casamento a oportunidade de melhorar de vida. Geralmente, por certo tempo, vivem mentindo ao cônjuge que o ama;

⦁             Esperança de sexo em abundância – esta prioridade é mais frequente aos homens que possuem um impulso sexual maior do que as mulheres. Muitos jovens se casam sonhando que poderão fazer sexo a qualquer hora e todos os dias, sem muito esforço, até que se casam e descobrem que precisa conquistar sua esposa sempre;

⦁             Fugir do convívio dos pais – este já é mais comum às moças que quando possuem pais tiranos ou um deles, em alguns casos usa o casamento como fuga;

⦁             Não ficar para “titio(a)” – nossa sociedade é muito rotuladora, uma moça ou um rapaz que atinge certa idade pode ser pressionado pelos parentes e amigos a se casar para não ficar para “titio(a)”, contudo, se casar apenas para não ser rotulado é perigoso;

⦁             Por compaixão da outra pessoa –  há pessoas que se envolvem acreditando que tem a missão de mudar a vida da outra pessoa. Talvez você já observou como algumas mulheres tem a tendência para se envolverem com homens problemáticos, alcoólatras, depressivos, agressivos, viciados. É bom ajudar o próximo, mas envolver sua vida afetiva e seu futuro por compaixão é falta de sabedoria.

É plenamente compreensível que uma pessoa quando se casa pode procurar alguém que possa lhe dar segurança financeira ou pelo menos apresente esforço para crescer na vida. É certo ter esperança de uma vida sexual satisfatória na vida de casado. Não há nada de errado se casar para não ficar só. É certo a pessoa acreditar que ajudará no crescimento do cônjuge. Contudo, o maior motivo pelo qual duas pessoas se unem pelos laços matrimoniais deve ser o amor.

É justamente pela falta de amor que o casamento por conveniência é perigoso. Uma pessoa que faz uma aliança prometendo amor a outra sem possuir isso em seu coração não terá dificuldades em trair o cônjuge.

Por isso é importante que a pessoa faça esta pergunta a si antes de se casar: Qual é a minha maior motivação em se casar com esta pessoa? E também buscar analisar qual é a motivação da outra pessoa.