LIDANDO COM OS CONFLITOS

Devido à natureza pecadora e a complexidade da estrutura psíquica, os conflitos são inevitáveis no relacionamento conjugal. Todos passam por

Devido à natureza pecadora e a complexidade da estrutura psíquica, os conflitos são inevitáveis no relacionamento conjugal. Todos passam por momentos de discórdia, luta, divergência, mal-entendidos. A questão é COMO LIDAMOS COM OS CONFLITOS?

  • Fugindo
  • Enfrentando e brigando, ou;
  • Procurando a solução

A seguir veremos algumas dicas para lidar com os conflitos:

a) Muitos conflitos se distanciam da solução porque os envolvidos empregam suas energias na busca por culpados e não por solução. Portanto, procure a solução e não o culpado;

b) Quando um carro para de funcionar, denota a existência de um problema. O parar de funcionar não é o problema em si, mas o resultado de um problema anterior. O problema pode ser falta de combustível, pane elétrica, motor fundido. Neste caso, é necessário testar as hipóteses para solucionar o problema. Portanto, procure descobrir qual é o problema para alcançar a solução.

c) A falta de respeito só piora as coisas, se o objetivo é solução, trate o cônjuge com respeito, por mais que pareça não merecê-lo. Quando faltamos com respeito somos nós quem perdemos, visto que baixamos nosso nível.

d) Ouvir e falar adequadamente são duas vias importantes para resolução de problemas. Ouvindo adequadamente podemos compreender o ponto de vista da outra pessoa e assim chegar ao entendimento do real motivo do conflito. Falar adequadamente possibilita expressar o ponto de vista e convencer o outra a buscar a solução.

e) Fazer crítica é necessário, saber fazê-las, mais ainda.

f) Diante de um conflito, onde nossos erros tenham sido causador ou agravador, a única saída possível é o reconhecimento dos nossos erros, arrependimento e pedido sincero de perdão.

g) O tempo não resolve os problemas, o esquecimento também não o faz, a única forma de se livrar de um problema é buscando a solução.

Deus os abençõe

Pr José Simplício