Então é Natal

Chega dezembro e a música que mais ouvimos pelas ruas, nas lojas e no rádio ainda é: Então é natal

Chega dezembro e a música que mais ouvimos pelas ruas, nas lojas e no rádio ainda é: Então é natal da cantora Simone de 1995, e todos cantam, pois, é um tipo de música que entra por osmose e quando menos se dá conta, canta-se pelas ruas, no carro ou no supermercado.  Uma música que revela que natal é para todos.

Essa música é uma versão em português da música do ex- Beatles, John Lennon, gravada em 1971, um tipo de protesto pelo ataques atômicos das cidades de Hiroshima e Nagasaki no Japão, ataques realizados pelos Estados Unidos, na segunda guerra mundial, em 1945. Um momento singular no mundo quando bombas nucleares destruíram mais que as cidades, destruíram vidas, sonhos e projetos.

Sendo o natal, o final e inicio de um novo ano, momentos convidativos a reflexão, essa música é um convite a se lembrar da maldade que há no mundo, e de tantas coisas que se fazem necessário mudar, mas principalmente que o natal só pode ser celebrado por aqueles que conhecem o bem e a paz.

Como uma festa cristã que celebra o aniversário de Jesus Cristo, que é Bom e traz paz, o momento é perfeito para as mudanças internas, mudança de conceitos, pré-conceitos, pensamentos e atitudes, pois celebrar o aniversariante é honrá-lo, é mostrar admiração, isso torna o momento propício para imitá-lo, e Ele foi é bom! E só quem é bom, sabe o verdadeiro valor de se fazer o bem, porque não é uma atitude é um comportamento. Alguém disse: É possível doar sem amor, mas não é possível amar sem doar.

Há alguns que doam coisas, para não terem que se doar, faz o bem para se promover, ganhar curtidas e visualizações e com essa tentativa de se sentir um pouco melhor consigo mesmo, acabam se tornando, acreditem: influenciadores digitais, ou seja, mais uma vez o centro é ele, o bem maior é para ele, e o pior fará seguidores como ele, com atitudes temporais e mascaradas de altruísmo, e não comportamentos constantes.

Natal é a festa onde há união, alegria e paz! Onde os invisíveis da sociedade, tornam-se visíveis, os que vivem a margem são chamados a mesa central, onde o errado ganha a misericórdia, dos que se julgam certos, onde a prosperidade gera o compartilhamento, onde a fome ganha capa de fartura, onde as diferenças se disfarçam no desembrulhar dos presentes, onde as desavenças são mascaradas pelos abraços.

Natal é a festa de união, de alegria, e paz! Se verdadeiras, duradouras ou efêmeras, quem sabe?

O meu desejo? Espírito verdadeiro de Natal, durante os 365 dias do ano de 2020!

Acompanhe nossas redes sociais e fique por dentro das novidades  Facebook |  Twitter |  YouTube |  Instagram. Também temos nosso grupo de notícias no  Whatsapp, todo dia atualizado com novas matérias.

Fique por dentro de todas

Se inscreva e receba as melhores notícias do Correio do Povo direto no seu e-mail