Gratidão – não é modismo é atitude

Muito tem se falado em gratidão, parece até que de uma hora para outra as pessoas se despertaram para a

Muito tem se falado em gratidão, parece até que de uma hora para outra as pessoas se despertaram para a necessidade de serem gratas. Contudo, na Bíblia, o apóstolo Paulo já instruía aos cristãos de Tessalônica para Em tudo dai graças (I Tessalonicenses 5.18).

Mas a essência dessa palavra é mais que dizer obrigado! Gratidão é mais profunda, envolve alegria, diferente do obrigado que denota simplesmente educação; A gratidão é mais que sentimento, é atitude.

Muitas pessoas não conseguem ser gratas, pois esperam estar plenamente satisfeitas para então agradecer, mas não é assim que funciona, ser grato em todas as coisas, ou seja, ser grato independe das circunstâncias. E muitos perdem a oportunidade de vivenciar essa atitude de gratidão, ou porque estão presas ao passado ou vislumbrando o futuro, portanto não conseguem agradecer o presente ou ainda estão olhando para os outros, se comparando a outros.

Gosto sempre de ilustrar com uma estória, então aí vai, Conta-se que um urubu olhou para um cisne branco e disse ‘como é lindo o cisne, tão branco e eu tão preto, ele deve ser a ave mais feliz do mundo’; O cisne olhando para o papagaio disse ‘ como é lindo o papagaio, tão cheio de cores e eu tão apagado, ele deve ser a ave mais feliz do mundo’; O papagaio por sua vez olhando para o pavão disse: ‘como é linda a cauda do pavão, tão grande e colorida, vou até esconder a minha, ele deve ser a ave mais feliz do mundo’; O pavão olha para o urubu e diz: ‘ veja como o urubu pode voar alto e eu aqui preso ao chão, ele deve ser a ave mais feliz do mundo’.

Hoje em dia a humanidade não está muito longe da verdade dessa ilustração, têm se olhado muito para o outro, ao invés de para si, têm se valorizado muito os estereótipos, ao invés de si mesmo, têm se buscado muito ter ao invés de ser, tem se focado muito no ontem ou no amanhã e não vivido plenamente o hoje.

Isso tem gerado cada vez mais uma humanidade doente com as síndromes da depressão e da ansiedade. Tudo porque não se consegue ser grato pelo que tem, pelo que é, pois se está focado no que foi e no que deseja ser, ou ainda no que o outro é.

Viver o presente, ser grato pelo hoje, pelo que você é, drenar toda as expectativas e frustrações do seu eu e assumir uma postura de gratidão pelo presente. Permitam-me um jogo de palavras; Todos gostamos de receber presentes, pois bem, o recebemos todos os dias, recebemos o presente (hoje) somente esse que de fato importa, é somente nesse que deve estar centralizada a sua energia, pois o passado não tem como mudar, no mínimo se ressignifica, e o futuro, nem ao menos podemos ter certeza que virá; Então o que importa de fato? O hoje, o presente que você recebeu e deve vivenciá-lo, esse é o real motivo para ser grato. Ter gratidão, é uma atitude, então pratique-a! E aprenderá a ser grato.