Ansiedade na infância? Quando procurar ajuda

Caro leitor, o período de confraternizações e amigos secretos acabaram, voltamos a normalidade de trabalho, ajustes das contas, tributos etc.

Caro leitor, o período de confraternizações e amigos secretos acabaram, voltamos a normalidade de trabalho, ajustes das contas, tributos etc. Para os pais este pode ser   um momento delicado de ajustes, de temores devido a preparação para a volta as aulas (graças a Deus e a vacinação que continua avançando) e essa preparação não costuma ser tão tranquila para algumas famílias. Crises de choro, xixi na cama, birra. Tudo misturado com a culpa que insiste em sussurrar aos nossos ouvidos o quanto estamos fracassando como pais. Se isso está acontecendo ai na sua casa calma, respire, leia as informações, depois busque ajuda se precisar.

Crianças tem dificuldades de exprimir o que sentem (especialmente as pequenas) e dessa forma, podem não falar sobre a ansiedade já que elas mesmo não sabem o que estão sentindo, porem os sinais apresentados podem ser indicadores que nem tudo caminha nos trilhos.

Vale aqui relembrar que o Transtorno de Ansiedade em crianças e adolescentes se apresenta como estados desproporcionais com as situações vividas no cotidiano; ou seja, o medo exagerado, a preocupação, o nervosismo ou o pavor desmedido e que acaba enfraquecendo as habilidades naturais da criança, próprias do seu funcionamento. Os indicadores de que falei podem ser

  •  Dificuldades para dormir, querer dormir com os pais, sono entrecortado, pesadelos
  •  Baixa autoestima, falta de confiança em si
  • Apatia e dificuldades para se concentrar
  • Desinteresse por brincadeiras,
  • Recusa em ir para escola, ou evitação de atividades de rotina
  • Irritabilidade crises de choro e culpa.

Geralmente essas crianças têm um comportamento de inquietude. É sempre muito agitada, mas não por ser hiperativa, mas por sentir medo; medo de situações diferentes ou de lugares específicos ou de pessoas específicas. São criançasinternamente inseguras. Costumam aparecer ai também os sintomas físicos a criança pode apresentar sudorese, tremores, dores de barriga, dores de cabeça, podem sentir esses sintomas antes ou durante a crise de ansiedade, na tentativa de evitar essas situações. Por exemplo a criança que sente muita dor de barriga sempre antes de ir para a escola, pois aquele ambiente ou alguém de lá pode o perturbar de alguma forma.

As causas do problema podem ter origens biológicaspsicológicasesociais; Histórico familiar com problemas de ansiedade, depressão materna ou problemas na gestação, bullying, abuso familiar ou ausência dos pais, são algumas causas frequentes do Transtorno de ansiedade na Infância.

A criança que está nesta condição precisa de muita ajuda para que não cresça e se torne uma pessoa muito insegura, com muitos medos, caso ela não consiga superar no momento certo, esse trauma pode caminhar com ela a vida toda e comprometer seu desenvolvimento. Cabe ai o acompanhamento da psicoterapia, alguns casos a medicação deve ser prescrita e acompanhada pelo psiquiatra e fundamentalmente a família e cuidadores devem se envolver no processo e avaliar os próprios comportamentos. Ambientes familiares estressantes em que a criança repete as ações que vêm em casa, reforçam seu comportamento diante de situações de ansiedade.

Fique atento para o fato de que nem tudo é transtorno ou patologia é comum a criança sentir sintomas de ansiedade, quando os pais se separam, quando mudam de casa ou de escola ou ainda quando algum ente querido morre, é sinal de que elas estão se adaptando a nova realidade. O perigo está se esta adaptação não ocorre e o medo fica cada vez maior e os prejuízos de interação social da crianças vão sendo cada vez mais limitados. A volta as aulas é uma mudança considerável, se tudo que descrevi aqui está acontecendo aí com você   a mais de um mês busque ajuda. Não deixe que a ansiedade limite o desenvolvimento de seu pequeno e nem que tire o brilho de suas conquistas.

Até a próxima semana:

@neziapsicologa  CRP: 08/31716.

Acompanhe nossas redes sociais e fique por dentro das novidades

 |   |   |   | 

Fique por dentro de todas

Se inscreva e receba as melhores notícias do Correio do Povo direto no seu e-mail