Já ouviu falar sobre a síndrome de Fim de Ano?

Caros Leitores esse tema como o próprio título indica é sazonal, porem tem aumentado de maneira significativa e merece nossa

Caros Leitores esse tema como o próprio título indica é sazonal, porem tem aumentado de maneira significativa e merece nossa atenção .Com a correria do final do ano e os pensamentos já voltados para o ano seguinte, os brasileiros ficam cada vez mais ansiosos no mês de dezembro. Segundo uma pesquisa da Isma- Brasil, o nível de estresse do brasileiro sobe, em média, 75% no final do ano. Chamo atenção para pessoas que já têm quadro depressivo ou problemas com transtornos de ansiedade. “O mês de dezembro é corrido, carregado de urgências e acompanhado pela sensação de que falta algo. Um convite perfeito para o stress e a tristeza. Sobretudo para quem sofre de depressão ou está em processo de luto como o experimentado por milhares de pessoas durante a pandemia pela Covid-19. Experimenta essa sensação de maneira mais intensa.

Ao final de um ciclo fica sempre o sentimento de que não soubemos aproveitar bem, ou que poderia ser melhor tendemos ao perfeccionismo. Com a pandemia pudemos perceber que temos zero controle sobre as coisas. Minha dica é devemos focar a atenção e concentrar os esforços no agora, no presente.

Tudo bem fazer listas e traçar metas para o ano seguinte isso nem sempre é ruim, mas elas precisam estar alinhadas com as condições de cada um. A partir dos sonhos, criamos objetivos, e para atingi-los precisamos de planos reais, factíveis, com etapas definidas, de preferência envolvendo atividades que nos agradem, nos façam bem. Desta forma, os pequenos passos e ações que nos aproximem de nosso propósito já serão motivos para alegria e estímulo, não para ansiedade e frustração”, a pandemia fez com que algumas pessoas repensassem a vida. Nesse fim de ano as pessoas tentando ficar menos ansiosa e deixassem o hábito de fazer planos para trás. Isso não é saudável, planos e sonhos são o combustível para motivação.

Existe uma cultura em nossa sociedade que associa o encerramento de qualquer ciclo a uma necessidade de vitória. Os últimos dias do ano são um desses momentos de avaliação, em que nossas expectativas de janeiro são comparadas com a realidade de dezembro. Esse aumento da ansiedade que nós, profissionais ligados à saúde mental, constatamos a cada final de ano, não é motivo para vergonha. Falar sobre o assunto e, caso necessário, buscar ajuda profissional para momentos de crise e prevenção de quadros mais graves pode evitar ainda mais problemas. E faz com que o estresse e a melancolia diminuam. Aproveite o momento de encerramento de ano para passar momentos agradáveis com aqueles que você ama, independente do que já passou ou do que chegará.

Feliz ano novo.

@neziapsicologa

Acompanhe nossas redes sociais e fique por dentro das novidades  Facebook |  Twitter |  YouTube |  Instagram. Também temos nosso grupo de notícias no  Whatsapp, todo dia atualizado com novas matérias.

Fique por dentro de todas

Se inscreva e receba as melhores notícias do Correio do Povo direto no seu e-mail