Amor (Português e espanhol), Love (Inglês), Amour (Francês)

Pra que falar de Amor, afinal é só sentir, né?! “Então, vai catar coco, guria!”Vou não! Não só vou falar

Pra que falar de Amor, afinal é só sentir, né?! “Então, vai catar coco, guria!”
Vou não! Não só vou falar do que é o amor, como pode ser uma forma maravilhosa de amar. Mas antes quero compartilhar com vocês uma das minhas paixões que é a música, e onde são mais citadas formas de amor, tais como: “saber amar, é deixar alguém te amar” (Paralamas do sucesso); “O amor é o fogo que arde sem se ver, É ferida que dói e não se sente, É um contentamento descontente, É dor que desatina sem doer” (Monte Castelo-Legião Urbana); E imagino que todos temos nossas canções de amor.
Mas, o amor à medida que crescemos da infância até a maturidade total, ele é um derivado de uma construção concreta de vários sentimentos e comportamento.

O Amor se baseia em: confiança, respeito, honestidade, comunicação assertiva, lealdade (mesmo nas adversidades, dificuldades e desencontros), compromisso, individualidade, amizade, paixão.
E aí caro leitor antes de seguir com o texto, reflita, pense, quais dos adjetivos escritos acima são os 3 mais importantes para um relacionamento baseado no amor duradouro, como a maioria quer, segundo seu entendimento.
Enquanto isso mais um hit do amor, quem não lembra dessa: “Eu te amo e vou gritar pra todo mundo ouvir, Ter você é meu desejo de viver, Sou menino e seu amor é que me faz crescer, E me entrego corpo e alma pra você” (Roupa Nova).

Voltando, ao questionamento anterior, a resposta vista como a mais certa: admiração, confiança e respeito. Analisem comigo: Se você está com uma pessoa que não admira, conseguirá, ter confiança, respeito, honestidade, conversar abertamente, ser leal, amizade? Até certo ponto, mas logo cabeça gira e começa a questionar.
Se sua cabeça está nesse ponto, você tem várias opções: conversar com seu amor e tentar acertar os ponteiros, criar uma nova rotina, pois essa é obvio que não está dando certo, procurar ajuda profissional de psicoterapia, etc.

Quando esses sentimentos que descrevi aqui estão sendo colocados em dúvida o melhor é começar a buscar soluções, o silêncio só antecipa o aumento de outras situações, a da tal da “bola de neve”. Piora quando o respeito não existe antes de violência psicológica ou física de ambas partes, aí é terapia ou situações mais intensas.
Pessoal, o amor é produzir momentos de prazer, cumplicidade, compromisso, sensações sendo descobertas, momentos de alegria, é quando você olha pra pessoa que você ESCOLHEU, porque “sua metade da laranja” você escolhe, e se sente feliz por ter essa benção do seu lado. É realmente você sair do trabalho e estar ansioso pra ver o seu “vida” “amor” “coração” “mô”. Aí vêm as fura olho e diz: “isso não dura”, olha o tempo é relativo, assim como a frequência e a intensidade, mas que seja bom enquanto dure.
Minha opinião é: Quem faz a materialização do amor é o próprio amor, praticado pelo amor da forma mais plena e doce possível.

e-mail: [email protected]

Facebook: TaianeFrancoPsicologa

Instagram: @taianefrancopsico

Mande seu comentário dúvidas, pelo WhatsApp: (46) 9 9921-5553 ou (42) 9 9826-7433

Psiclínica, Av. Santos Dumont, 1267, Água Verde, sentido UFFS.