Saúde

Agosto Dourado: o ouro da amamentação

O leite materno tem todos os benefícios que um bebê precisa para sua formação; nenhum outro alimento deve ser dado até os seis meses
Seu filho merece amor: amamente (Foto: Divulgação)

De 1º a 7 de agosto comemora-se a Semana Mundial do Aleitamento Materno e esse ano tem como slogan ‘A Amamentação é a Base da Vida’, considerando que o leite materno é específico para o bebê, pois têm todos os nutrientes necessários para sua formação.

Conforme explica a nutricionista Thaise Granzotto, do Núcleo de Apoio à Saúde da Família (NASF) de Laranjeiras do Sul, o Ministério da Saúde instituiu em 2017, o Agosto Dourado, um mês alusivo à amamentação e que se intensificam as ações de informações e promoções do aleitamento materno. Mas, afinal, por que esse nome? A nutricionista explica: o leite materno é considerado padrão ouro por ter todos os benefícios que traz para o bebê, para a mãe e para a própria sociedade.

 

CAPACITANDO

As nutricionistas laranjeirenses, Thaise Granzotto e Nivian Ross estão a todo tempo procurando capacitar as mães, familiares e profissionais quanto ao incentivo do aleitamento materno. Conforme explica Nivian, como parte do Agosto Dourado, a primeira ação foi realizada no final de julho, através de uma capacitação às lactaristas (aquelas que preparam refeições dos bebês de acordo com as prescrições pediátricas e/ou nutricionais), e diretoras de Cemeis de Laranjeiras.

“Normalmente as mães voltam a trabalhar depois dos quatro meses de licença, e o bebê precisa ser amamentado exclusivamente com leite materno até os seis meses de vida. Por isso, capacitamos as lacteristas e diretoras para que estimulem as mães a coletarem o leite e levar até as creches para amamentar seus filhos”, conta Nivian.

 

COMERCIALIZAÇÃO DE FÓRMULAS

No início de agosto as nutricionistas fizeram visitas técnicas nos estabelecimentos de Laranjeiras que comercializam fórmulas infantis ou outros alimentos destinados a lactantes e crianças, e também bico, chupetas e mamadeiras para orientar sobre a norma brasileira de comercialização de alimentos para lactantes e crianças de 1ª infância.

“Precisamos da parceria dos comerciantes para o cumprimento da norma que regulamenta toda comercialização desses produtos, rotulagem e a parte de promoção comercial, disposição dos produtos nos estabelecimentos, objetivando a proteção do aleitamento materno”, explica Nivian.

 

PROGRAMAÇÃO

Como programação, deste mês, de incentivo à amamentação, as nutricionistas realizam no dia 10 de agosto um encontro municipal de gestantes e puérperas das 13 às 17 horas no Centro da Juventude de Laranjeiras. O encontro destina-se também para as pessoas mais próximas que acompanham as gestantes no parto e pós-parto para apoiar essa mãe em relação ao aleitamento.

Para participar é simples: basta fazer a inscrição em qualquer unidade de saúde do município, sendo que também pode ser realizado na hora. E quem precisar de transporte, basta avisar no ato da inscrição.

O encontro contará com quatro oficinas: a primeira sobre desmistificação do parto, segunda sobre parto, outra de parentalidade e por fim, amamentação complementar.

 

PROFISSIONAIS

Terá também qualificação para os profissionais da Assicop: será no dia 13 de agosto, que de acordo com Thaise, é uma capacitação sobre aconselhamento e manejo clínico do aleitamento materno.

E ainda, durante todo esse mês, terá educação permanente dos profissionais da rede pública.

 

EXPOSIÇÃO

Quem desejar, também pode enviar relatos de experiências com o aleitamento materno (como foi o início, se teve dificuldades, se teve apoio, o que significa amamentar para você? Entre outras coisas que achar importante), que será realizada uma exposição. Os relatos podem ser enviado para os e-mails [email protected]; [email protected] ou [email protected]!