Paraná

Em Coronel Vivida, homem de 117 anos pode ser o mais velho do mundo

Sebastião tem 117 anos (Foto: Adelino Guimarães/Rádio Voz do Sudoeste)

Coronel Vivida, localizada no Sudoeste do Paraná, próxima à Pato Branco, é uma pequena cidade reconhecida pelo esporte, onde o Coronel Futsal faz bonito na 2ª divisão do campeonato estadual e também por conta da Cratera de Vista Alegre, resultado de uma colisão de um meteorito com a terra, ocorrido há cerca de 130 milhões de anos. 

Contudo, nas últimos semanas a localidade vem ganhado espaço nos principais noticiários de país por conta de um ilustre morador. Sebastião Batista dos Santos tem 117 anos e está próximo de ser intitulado o homem mais velho do mundo, pela revista Guinness Bock. 

No início do mês, o Instituto de Identificação do Paraná (IIPR), da Polícia Civil do Paraná, fez uma carteira de identidade para o senhor, de vida humilde. Sua eposa morreu em 2010 e eles tiveram nove filhos. 

A papiloscopista Elisa Manoeli descobriu que a "vaga" de homem mais velho do mundo estava aberta no Guinnes Boock, visto que o então detentor do título faleceu aos 113 anos. 

O processo de comprovação  para a revista deve ter início em um período de 12 semanas,  mas todos os registros necessários já estão disponiveis. 

Apesar da família não possuir a certidão de nascimento original, o IIPR já encontrou um documento no cartório de registro civil de Coronel Vivida, lavrado em 28 de junho de 1976, no qual costa que na ocasião Sebastião já tinha 74 anos.