Esporte

Evandro Tosetto, presidente do Coronel Vivida, concede entrevista ao Correio

Mandatário falou sobre o planejamento para 2019, ano em que o clube irá disputar a Série Prata do Campeonato Paranaense de Futsal
Evandro Tosetto é o presidente do Coronel Vivida Futsal (Foto: Reprodução/Arquivo pessoal)

O torcedor do Coronel Vivida Futsal ultimamente vem sorrindo à toa. E não para menos, afinal, o time fez em 2018 uma temporada próxima ou até digna do termo 'impecável'. Nos 25 jogos em que disputou pelo Campeonato Paranaense de Futsal Série Bronze, o Tricolor do Sudoeste venceu 22, empatou um e perdeu apenas dois: um aproveitamento de incríveis 89,3%.  As duas derrotas, para CAC Cantagalo e Telêmaco Borba, inclusive, foram sofridas longe do Ginásio Barro Preto: a equipe está invicta em casa. 

Com a vaga na Série Prata de 2019 garantida, o clube agora foca na conquista do título da terceirona estadual. No duelo de ida, realizado no sábado (1º), a equipe comandada pelo técnico Mauro Cordova venceu o Faxinal por 4x2 em pleno Manecão. Com o triunfo,  a equipe joga pelo empate na partida de volta, marcada para o próximo fim de semana, para garantir a taça. 

Um pé no presente e outro no amanhã

Embora ser campeão envaideça o clube, seus torcedores e até mesmo os moradores da cidade homônia, é nitída a sensação de dever cumprido entre diretoria, comissão técnica e jogadores, afinal, o acesso finalmente veio após o tropeços em 2016 e 2017. Com isso,  o presidente Evandro Tosetto já começa a realizar o planejamento para a Série Prata e a lidar com as sondagens de clubes para com os atletas e o treinador.

Em entrevista concedida à Juliam Nazaré, o mandatário disse que já realizou reuniões durante a semana passada, tanto com os jogadores, como também com Mauro Cordova. Segundo Tosetto, ele havia conversado com todos e afirmado que pretende contar com o elenco completo e comissão técnica para o ano que vem. 

"Nós da diretoria já nos reunimos durante a semana com todos os jogadores e explicamos que gostaríamos de contar com todos. Do que depender do Coronel esses atletas ficam para 2019, pois acredito que esse grupo tem condições de fazer uma boa campanha na Prata. Sabemos que tem clubes sondando, tem atleta que tem propostas, tem outros que estão querendo se aposentar, mas essas situações não dependem apenas do nosso esforço. Em contrapartida, também estamos analisando a contratação de dois reforços", disse o presidente.

A jovem promessa do Coronel 

Sobre Fabinho Rocha, atleta de 19 anos e que foi artilheiro da Copa do Mundo Sub-20 na Colômbia, Tosetto afirmou que crê na permanência do garoto.

"Fabinho tem propostas de um clube da região e outras de fora do país, mas deve ficar porque quer permanecer no Coronel". 

Mauro

Um dos grandes responsáveis pelo sucesso do time sudoestino nesta temporada foi o trabalho do técnico Mauro Cordova. Evandro Tosetto diz que também pretende contar com ele para a sequência do projeto.

"Falamos com o Mauro na quinta. Ele nos contou sobre sua rotina, onde atualmente trabalha em outros três lugares, além do Coronel. Portanto são viagens desgastantes e ele quer encurtar esses compromissos. Não quer falar sobre renovação antes do campeonato da Bronze acabar. A nossa intenção é de contar com ele".

Caso o treinador não continue no clube, o presidente garante que contratará outro profissional à altura.

"Mauro é ótimo e se ele por acaso sair iremos contratar alguém que tenha um currículo tão vitorioso quanto o dele. Porém, ele já nos esclareceu que caso não fique, é por questão das viagens e não por salario", garante Tosetto.