Tragédia

Família que morreu em acidente voltava de um velório

Tragédia até mesmo vitimou um bebê de dez meses
A família que infelizmente morreu no acidente. (Foto: Reprodução/Catve)

A família que morreu na tragédia na manhã desta terça-feira (26), na BR 163, entre Marechal Cândido Rondon, estava na região, depois de participarem do sepultamento de um familiar que cometeu suicídio. 

Eli Miguel de Lima de 52 era morador de Blumenau e o motorista do veículo. Ele seguiu viagem de Santa Catarina até Colombo, no Paraná, onde buscou a irmã Seloir de Lima Pinto de 41 anos, as sobrinhas Carla Dinarti de Oliveira e os filhos dela, Ana Beatriz de Oliveira de 12 anos e o bebê de 10 meses, Antony de Oliveira. 

A família participou do velório na região Oeste e seguiram viagem até Guaíra onde passaram a noite de segunda-feira (25). Na madrugada desta terça-feira pegaram a estrada para voltar para casa, mas se envolveram na batida. 

A família estava em um Fiat Siena que bateu de frente com um caminhonete Ranger, no quilômetro 266, na Vila Ipiranga, em Toledo. 

A batida foi tão forte que quatro vítimas morreram ainda no local. Uma das crianças chegou a ser levada ao hospital, mas morreu assim que deu entrada na unidade. 

O condutor da caminhonete teve ferimentos leves e recusou encaminhamento ao hospital. Familiares de Colombo e também de Curitiba estão a caminho de Toledo para liberar os corpos para sepultamento.

Aos familiares e amigos das vítimas os sinceros sentimentos da equipe Correio.

Fonte: Catve.