Notícias Policiais

Goioxim: desaparecido é encontrado em avançado estado de decomposição

O homem de 48 anos estava sumido desde 27 de novembro
(Foto: Divulgação)

Perto das 18h45 de ontem (2), uma equipe da Polícia Militar (PM) se deslocou após a uma denúncia informar que, na Vila Rural de Goioxim, havia sido encontrada uma pessoa em óbito, sendo então deslocado até o local para verificação.

No local, a equipe entrou em contato com uma pessoa o qual informou à equipe que havia encontrado o cadáver de seu irmão, o qual estava desaparecido desde o dia 27 de novembro, sendo que o corpo estava em avançado estado de decomposição.

A equipe então, juntamente com o irmão, se deslocou até o local de difícil acesso, onde estava o corpo. No local, foi encontrado o corpo de um homem com a cabeça quase totalmente decomposta, o qual foi reconhecido devido a este estar com as vestes que estava no dia em que desapareceu.

A equipe então fez isolamento do local, onde foi encontrado um revólver da marca Taurus de calibre .38 com três munições, sendo duas intactas e uma deflagrada. Por questões de segurança, a arma de fogo recolhida pela equipe policial com a utilização de luvas de látex, sendo embalada em um pacote de plástico transparente.

Foi entrado em contato com a central de operações para realizar o acionamento da Polícia Civil, Instituto Médico Legal (IML) e Perícia Criminal. Após a chegada da perícia, foi informado ao perito que, por motivos de segurança, a arma de fogo havia sido retirada do local.

Após o recolhimento do corpo, o perito solicitou à equipe que entregasse a arma na 2º SDP em Laranjeiras do Sul. Entrado em contato com o investigador, este informou que a arma deveria ser entregue na manhã de hoje (3) para a escrivã de plantão da delegacia de Cantagalo.

Diante dos fatos, a arma de fogo e munições ficaram sob custódia da PM de Goioxim, até serem entregues na delegacia de Cantagalo, a qual permaneceu dentro do pacote plástico durante todo o tempo. Antes de ser retirada a arma do local, foram feitas várias fotos pela equipe policial, as quais foram enviadas pelo aplicativo Whatsapp para o Perito.

O IML de Guarapuava recebeu o corpo às 2h35 de hoje confirmando a identidade da vítima como Amantino Chagas, de 48 anos de idade, que morreu por conta de ferimentos por arma de fogo.