Política

Guto Silva: Paraná inovador e os desafios para Casa Civil

Ele disse que assumirá cargo no contexto que coloca o Estado entre as federações com maior capacidade de atração de investimentos
Guto Silva (Foto: Divulgação)

Convidado pelo governador eleito, Ratinho Júnior, para comandar a Casa Civil do Governo do Paraná a partir de janeiro de 2019, Guto Silva assumirá, segundo ele, no contexto que coloca o Paraná entre os estados com maior capacidade de atração de investimentos.

“Somos favorecidos geograficamente, fazendo fronteira com dois países, temos um solo rico, diversidade na produção agropecuária – liderando nacionalmente em muitos produtos – a população de um país trabalhadora e com uma imensa riqueza cultural das várias etnias que a compõem. Mas ainda temos grandes desafios pela frente”, afirmou o futuro chefe da Casa Civil.

Almejando construir o ‘Paraná Inovador’, proposto durante a campanha, um dos desafios que enfrentará é a falta de recursos suficientes para a estrutura que o Paraná necessita para escoar as produções que batem recordes todos os anos ou para os novos negócios que ele pretende criar.

“Esse é um dos desafios que já começamos a enfrentar na transição”, adianta ele. O bom trânsito com o governo federal, destacado também durante a campanha, será reforçado para buscar o equilíbrio no investimento do Estado. Os dois governos devem ter agendas de cooperação para reformas estruturantes, geração de empregos e para que o país volte definitivamente para o ranking das mais competitivas economias do mundo.

A ampliação do diálogo com a sociedade civil também é uma proposta citada e ao mesmo tempo um desafio: criar um ambiente para maior participação de intelectuais, lideranças e reaproximar o cidadão da participação política efetiva.