Notícias Locais

Laranjeiras: alunos simulam 'júri de verdade' sobre bullying

As crianças do CRAS e adolescentes do Centro da Juventude deram show ontem (10), mostrando entender de justiça
A sala do júri ficou lotada com as crianças que prestigiaram a apresentação (Foto: Polliana Gurnaski)

O Fórum Desembargador Carlos Alberto Raitani Condessa, de Laranjeiras do Sul, esteve mais ‘encantado’ ontem (10). É que as crianças que fazem parte do Centro de Referência de Assistência Social e os adolescentes do Centro da Juventude estiveram no local apresentando um teatro sobre bullying, onde crianças das 5ª séries do município puderam assistir o simulado. Tudo muito bem ensaiado, a garotada deu show interpretando um ‘júri’.

A equipe foi composta por todos os membros que um júri de verdade precisa ter: como juiz, promotor, advogado, policial, réu e jurados. O adolescente de 13 anos, Lucas Volf Muller, que faz parte do Centro da Juventude, deu show na atuação como promotor e relata sobre a experiência.

“Foi uma experiência agradável, até quero continuar nessa carreira. Consegui fazer um papel muito bacana através de ensaio, pois era para eu ser jurado, mas o professor pediu que eu fosse o promotor, já que tenho facilidade em falar. Essa experiência foi muito gratificante, pois levo a aprendizagem do senso de justiça, sabendo que devemos escolher o que é certo em tudo na nossa vida. E quanto ao bullying, acredito que realmente existe no dia a dia, principalmente entre jovens e isso leva as pessoas a agirem de formas erradas e irracionais, por isso deve ser combatido”, enaltece Lucas.

 

O projeto

Conforme relata a secretária de Assistência Social de Laranjeiras do Sul, Eliza Gemelli da Silva, este projeto vem sendo planejado há algum tempo em prol das crianças e adolescentes.

“Começamos com as escolas municipais um trabalho de palestras sobre violência e drogas com teatro lúdico para os pequenos, e isso acontece até novembro, pois são 68 palestras. No período da noite estamos fazendo eventos com os pais, para uma conversa franca sobre violência, pois muitas vezes, por conta da correria do dia a dia, os pais não conseguem prestar atenção na mudança de comportamento de seus filhos. Buscamos instituir a cidadania, para que as crianças e adolescentes saibam quais são seus direitos e deveres, pois assim, sabendo o que é certo é errado, eles podem escolher seus caminhos, se não alguém vai escolher por eles”, destaca Eliza.

 

Justiça e cidadania

Conforme a secretária, em breve esse projeto se estenderá também para a rede estadual e para as escolas estaduais. Eliza destaca que justiça e cidadania também se aprende na escola e esse elo entre Judiciário, Promotoria de Justiça sempre busca trabalhar em prol do conhecimento das crianças e adolescentes.

“Os alunos também fizeram redações que serão julgadas por representantes do fórum e a Assistência ficou incumbida de criar essa simulação, que é a quarta apresentação, retratando sobre o bullying. Eles também puderam conhecer todo o Fórum e saber como que funciona cada setor”, explica.

 

Estação Criança

E para fechar essa semana de atividades voltadas às crianças, no sábado (13), acontece, no Lago Municipal, das 14 às 17h30, a Estação Criança, um dia cheio de atrações, como teatro, oficinas de artesanato, de maquiagem e cabelo, brinquedos infláveis, esporte, gincana, atividades culturais, distribuição de suco, água, pipoca e doces e muito mais. “Pais, mães ou responsáveis, tragam seus filhos para participar desta tarde em homagem a eles. Também pensamos na família e termos diversas atividades para esse público”, finaliza Eliza.