Esporte

Morre ex-jogador do Guarani, vítima de leucemia

Atleta lutava há quatro anos contra a doença
Silas atuando com a camisa do Bugre (Foto: Autor desconhecido)

Morreu na noite de ontem (25), aos 31 anos, o atacante Silas Brindeiro. Ele estava internado desde o dia 2 de maio no Instituto Brasileiro de Controle do Câncer (IBCC), em São Paulo. O atleta lutava contra a leucemia há quatro anos e não resistiu a complicações por conta de uma infecção pulmonar.

CARREIRA

Silas passou por clubes tradicionais do futebol brasileiro e ficou muito conhecido quando vestiu a camisa do Guarani. Ele também atuou por clubes como Brasiliense, Mogi Mirim, Náutico, Campinense, Penapolense, Cuiabá e Capivariano. No futebol português Silas jogou por Trofense e GD Ribeirão. O atacante também defendeu o Grasshoppers, da Suíça.

O jogador foi diagnosticado com o câncer de sangue em 2014. Em 2016, se recupera e é contratado pelo São Francisco, de Santarém, no Pará, poreḿ, novos exames apontaram o retorno da enfermidade. A partir daí, vários atletas emcabeçaram campanhas que visavam angarinhar fundos e ajudar o colega. Silas chegou até a fazer tratamento nos Estados Unidos, em meados de 2017, mas o efeito não surtiu.

Em 2018, equipe como o Bragantino se mobilizaram para doar sangue e plaquetas. No mês de junho, o atleta se submeteu a um transplante de medula óssea. O quadro piorou na quinta (20) e ele não resistiu.