Mundo

Pai e mãe fingem estar mortos para ajudar na prisão do próprio filho

A polícia de Sochi (Rússia) encontrou uma forma inusitada e mórbida para pôr atrás das grades um homem de 22 anos.

Agentes receberam a informação de que ele estava planejando matar os pais e a irmã, de 10 anos, para receber logo a herança.

Então, um agente se passou de assasssino de aluguel e ofereceu os seus serviços ao alvo da operação. O pagamento seria de o equivalente a R$ 172 mil.

Foi aí que a cena foi montada na residência da família. Os pais do contratante do assassino de aluguel se fizeram de mortos em uma cena de crime meticulosamente preparada, com direito a substância imitando sangue em abundância. 

Pai e mãe fingem estar mortos para ajudar na prisão do próprio filho

Fotos dos "mortos" foram enviadas ao filho das "vítimas". Não foi informado se a filha do casal participou da encenação.

O homem foi preso no mesmo dia. De acordo com a polícia local, o criminoso já havia tentado exterminar a família outras duas vezes. 

Pai e mãe fingem estar mortos para ajudar na prisão do próprio filho

"Ele queria se livrar dos pais porque eles não estavam dando dinheiro a ele", comentou um policial, segundo o "Daily Mirror".

"Eu não os aguento mais. Eles não me entendem, então achei um assassino de aluguel", disse o preso em interrogatório.

O homem, que não foi identificado, pode ser condenado a até 15 anos de prisão.

Pai e mãe fingem estar mortos para ajudar na prisão do próprio filho

 

Via: Jornal Extra.