Comportamento

Qual a idade correta para ser mãe?

Ser mãe em diferentes idades tem vantagens e desvantagens: saiba como é esse processo aos 20,30,40 e 50 anos.
O querer ser mãe supera todas as dificuldades. (Foto: Divulgação)

A melhor idade para ser mãe é uma questão que muitas vezes preocupa as mulheres. Para começar, as vezes, as mulheres não estão plenamente conscientes de quão complexa é a formação de um ser humano dentro do útero. Nunca paramos de aprender, sempre surgem novos dados devido aos avanços científicos. Não há dúvidas entre os cientistas de que a fertilidade natural vai diminuindo progressivamente ao longo da vida. Apesar disso, é cada vez mais comum nas sociedades ocidentais as pessoas terem filhos mais tarde.

De acordo com a obstetra de Laranjeiras do Sul, Dra Jane Giusto Padilha, hoje em dia sabe-se que as mulheres que trabalham e estudam, por exemplo, tem uma preferência em engravidar mais tarde, dando assim, prioridade à sua formação profissional. Mas por outro lado, aquelas que não trabalham por exemplo, costumam engravidar antes. “As vantagens de engravidar mais cedo ou mais tarde, ficam exatamente no amadurecimento da mulher e nos objetivos que ela tem”, destaca Jane.

Para a obstetra, o ideal é que as mulheres de 40 ou 50 anos não engravidassem, pois podem ter uma gravidez de risco, por vários fatores. “As mulheres nessa idade tem algumas patologias concomitantes, como hipertensão, pressão altas, diabetes, e as vezes até algum problema cardiológico, o que pode por em risco a mãe e o bebê”, explica.

 

20 e 30

Com a idade mais precoce, 20 e 30 anos por exemplo, a mulher normalmente é mais saudável e tem uma gestação bem melhor, onde o índice de patologias concomitantes é mínimo. Pode até acontecer uma hipertensão, por exemplo, mas há bem menos chances. “A gente tem todo um fator psicológico, fora as doenças físicas que tem maior risco, conforme avança a idade, uma mãe de 20 a 30 anos tem mais disposição para atender uma criança recém nascida, perder horas de sono, acompanhar nas brincadeiras, levar na escola e ver sua evolução. Até porque a criança e o adolescente precisam de cuidados maiores, e as mulheres com 40 anos ou mais costumam ter menos disponibilidade física e psicológica, onde já se passa ser mais estressante ficar sem dormir ter dores nas costas, nas coluna, e outros fatores”, cita Jane.

De acordo com ela, a mulher mais jovem também costuma ter uma cabeça mais aberta para aceitar e poder acompanhar os problemas que possam acontecer com seu filho.

 

MENSAGEM

“Entendo como é a gestação em cada idade da vida, as mulheres em mais idade tem mais chances de devolver alguma doença, mas as mais jovens também podem ter algum problema. Então, digo que querer ser mãe sobrepõe qualquer outro fator, seja uma doença, seja a idade. O querer ser mãe supera todas as vontades. Deus protege e a gente tem que saber dos riscos da maternidade, mas se realmente queremos ser mãe, vamos fazer de tudo pelos filhos”, enaltece Dra Jane.

 

Confira a página da matéria especial na íntegra: