Notícias Policiais

RBI: Policiais sofrem agressões e ameaças durante cumprimento de mandado

Houve interesse de representação de um dos soldados contra a mulher do meliante
Uma equipe da Rotam também prestou apoio no local da ocorrência (Foto: Divulgação)

Ontem (6), equipes da Polícia Militar (PM), de Rio Bonito do Iguaçu, receberam a informação de que havia um mandado de prisão em desfavor de um homem morador da região do Campo do Bugre. De acordo com a PM, foi feito levantamento no local e populares informaram que o indivíduo estaria morando na avenida Salvador Raimundo, fundos da residência da avó de sua amásia.

 

Abordagem

No local, a equipe fez a abordagem da residência onde se encontrava o homem e sua amásia. Ao ser apresentado o mandado de prisão expedido pela comarca de Laranjeiras do Sul, ele começou a gritar e tomou posse de uma faca e um facão e, fechando a porta da cozinha, passou a gritar que só sairia do local morto, pois estava “cansado de perseguição da Polícia”, pois se fosse verdade “não iriam apenas dois policiais” para prendê-lo.

A equipe tentou dialogar com o indivíduo, sendo que, em certo momento, este pulou a janela dos fundos da casa. A PM disse ter dado vários gritos de advertência, porém este não cessava o movimento em direção a um dos soldados. De acordo com a equipe, diante do risco eminente, o policial fez com que o agressor retornasse para o interior da residência novamente. Em ato contínuo, a equipe solicitou apoio da 2ª CIA e manteve um diálogo com o homem.

 

Ameaças

Segundo os policiais, a todo momento o indivíduo proferia ameaças contra a equipe, dizendo: "quando eu sair da cadeia, nós acertamos as contas. Você é acostumado a me perseguir”. Em certo momento, a amásia saiu pela porta da cozinha, não acatando a ordem para permanecer dentro da casa, vindo a investir com socos e chutes contra a equipe, a qual efetuou um golpe de bastão na altura do seu pescoço para cessar a injusta agressão.

Tendo esta retornado para o interior da casa, ela passou a proferir xingamentos contra a equipe, dizendo: "vocês são um ‘bando de vagabundo’, a hora que meu marido sair da cadeia nós vamos se acertar." Após esse fato, ela fez contato com o possível advogado, o qual, segundo ela, orientou ambos a se entregarem para a Polícia para o devido cumprimento do mandado de prisão.

 

Prisão

Nesse momento, chegou o reforço de uma equipe da 2ª CIA, Rotam e P2. Por fim, o autor - em tom de deboche – disse que agora se entregava, colocando a mão na cabeça. A PM disse que foram utilizadas algemas devido ao risco eminente de fuga.

Com interesse da equipe, foi dada voz de prisão a amasia e assim encaminhada até a 2ª SDP junto com o autor para a tomada das devidas providências. Houve interesse de representação por parte de um dos soldados contra o detido.

 

Identidade e crimes

Segundo as autoridades, o preso se trata da pessoa de Joelson Ferreira da Silva - popular “Dindio”. Havia contra ele um mandado de prisão expedido pelos crimes do artigo 155 e 16 (furto qualificado e porte ilegal de arma de fogo), mas segundo a Polícia, ele pode  estar envolvido em outros delitos que estão sendo investigados.