Notícias Locais

Reabertura da UTI em Laranjeiras fica para depois das eleições

O diretor do Instituto São José afirmou na Câmara que os recursos disponíveis não são suficientes para iniciar as atividades da Unidade de Terapia Intensiva
Um leito de UTI (Foto: Divulgação)

O diretor do Instituto São José, Marcio Marreiros, e o vice-prefeito e secretário de Saúde, Valdemir Scarpari, estiveram na noite de segunda-feira (9) na sessão da Câmara de Vereadores de Laranjeiras do Sul, a convite do vereador Junior Gurtat,  para falarem sobre a reabertura da  Unidade de Terapia Intensiva (UTI) em Laranjeiras do Sul.

Os convidados esclareceram que para a UTI voltar a funcionar é preciso de uma ação conjunta dos Poderes Legislativo e Executivo no sentido de buscar recursos através de deputados e autoridades políticas para que o Instituto São José possa iniciar o trabalho com folga no orçamento e consiga prestar o serviço de maneira satisfatória.

Segundo dados técnicos, o valor mensal para manter a unidade em funcionamento, gira em torno de R$ 350 mil, para custear a equipe médica, equipamentos e outras despesas necessárias para a prestação do serviço.

 

Ano que vem

Os vereadores fizeram alguns questionamentos a fim de esclarecer dúvidas da população e se colocaram a disposição no que diz respeito a buscar recursos junto ao Governo Federal e Estadual. Em seu pronunciamento o médico Marcio Marreiros, afirmou que são necessários R$ 950 mil para que o hospital possa iniciar o atendimento e explicou que os recursos prometidos pelo Governo de R$ 350 mil mensais, só começam a ser pagos com 90 dias, após o início da atividade;  e de acordo com Marreiros, a instituição não tem como bancar este valor.

Reticente, uma vez que a primeira tentativa de funcionamento da UTI em Laranjeiras não vingou por falta de recursos e acabou fechando, a direção do Hospital São José está precavida temendo que a situação se repita.

No entanto em razão do período eleitoral, nenhum recurso público pode ser liberado antes das eleições, conforme determina a Lei Eleitoral.

Seguindo esta ordem, a instalação da UTI em Laranjeiras do Sul, fica postergada provavelmente para o ano que vem.