Notícias Policiais

Urgente: Roger Abdelmassih, ex-médico acusado de estupro, tem prisão domiciliar suspensa

A Justiça de São Paulo tomou a medida suspeitando que o laudo que atesta os problemas de saúde de Roger sejam fraudados

O médico Roger Abdelmassih, condenado a 181 anos de prisão por ter cometido 48 estupros, além de ter sedado 37 pacientes, em uma clínica de reprodução assistida em que possuía, teve sua prisão domiciliar suspensa na tarde desta terça-feira (13). 

Em 2014, ele foi preso em Assunção, na capital do Paraguai. Ele foi levado para o presídio de Tremendé, onde ficou até 2017, quando, alegando problemas de saúde, teve a prisão domiciliar concedida. 

Agora, a Justiça de São Paulo ordenou que ele seja levado para o Hospital Penitenciário de Santana, em São Paulo. De acordo com informações da Band News, a medida foi motivada pela suspeita de que o laudo de saúde de Roger tenha sido fraudado.