Perto de Deus - Padre Wieslaw
Reino de Jesus Cristo

Pôncio Pilatos, um pagão, funcionário do Império Romano, foi o governador da Palestina, dele dependiam os judeus. Os judeus quiseram eliminar Jesus Cristo da vida pública. Mas sem a permissão de Pôncio Pilatos não podiam realizar este plano. Para que Pôncio Pilatos condenasse Jesus Cristo para a morte os Judeus inventaram um motivo político para a sua condenação. Acusaram que Jesus Cristo era perigoso para o Império Romano, pois se intitulava “o REI”. Assim Pôncio Pilatos fez investigação. Os Evangelhos contam como isso aconteceu: “Pilatos saiu ao encontro deles (dos Judeus) e disse: “Que acusação apresentais contra este homem?” Eles responderam: “Se não fosse um malfeitor, não o teríamos entregue a ti!”  Pilatos disse: “Tomai-o vós mesmos e julgai-o segundo vossa lei”. Os judeus responderam: “Não nos é permitido matar ninguém”. Pilatos entrou, de volta, no palácio, chamou Jesus e perguntou-lhe: “Tu és o Rei dos Judeus?” Jesus respondeu: “Estás dizendo isto por ti mesmo, ou outros te disseram isso de mim?” Pilatos respondeu: “Acaso sou eu judeu? Teu povo e os sumos sacerdotes te entregaram a mim. Que fizeste?”  Jesus respondeu: “O meu reino não é deste mundo. Se o meu reino fosse deste mundo, os meus guardas lutariam para que eu não fosse entregue aos judeus. Mas, o meu reino não é daqui”.  Pilatos disse: “Então, tu és rei?” Jesus respondeu: “Tu dizes que eu sou rei. Eu nasci e vim ao mundo para isto: para dar testemunho da verdade. Todo aquele que é da verdade escuta a minha voz”. (Jo.18.29-37)

É impressionante, que Jesus Cristo queria evangelizar Pôncio Pilatos, portanto o perguntou, se ele tem interesse pessoal conhece-lo ou só faz investigação como um funcionário público? Pôncio Pilatos não tinha interesse em conhecer os ensinamentos de Jesus Cristo. Então virou as costas para Jesus e foi falar com os Judeus. Os Judeus apresentaram a acusação muito grave, que Jesus é um perigoso rebelde pois queria ser rei da Palestina. Os Romanos dominavam a Palestina e não admitiam, que um rei surgisse na Palestina e no lugar deles mandasse. Por isso Pilatos perguntou a Jesus: “Tu és o Rei dos Judeus?” A resposta de Jesus tranquilizou Pilatos. Jesus não era perigoso para o Império Romano pois o Reino dele não ameaçava o Império Romano: “o meu reino não é deste mundo”. É impressionante, que Jesus deu a Pilatos mais uma resposta com a finalidade de evangeliza-lo:Eu nasci e vim ao mundo para isto: para dar testemunho da verdade. Todo aquele que é da verdade escuta a minha voz”. Que verdade Jesus promete revelar? Nós conhecemos esta verdade. A verdade é esta: que existe a Vida Eterna, e existe a ressurreição dos mortos, e os bons vão ficar no Céu, e os ruins no Inferno.E estes irão para o castigo eterno, enquanto os justos irão para a vida eterna”. (Mt.25.46)

Ó, meu Bom Jesus! Eu quero guardar os teus ensinamentos, pratica-los todos os dias, para que Tu me ames e me ajudes, que eu Te encontre na alegria do Céu. Onde ”A morte não existirá mais, e não haverá mais luto, nem grito, nem dor, porque as coisas anteriores passaram” (Ap.214). Amém.