Exportação de carne bovina tem recorde para o 1º semestre de 2022

O país também registrou um desempenho recorde na exportação de carne de frango, já na proteína suína o volume caiu

O Brasil registrou nessa semana recorde de exportação de carne bovina para o primeiro semestre de 2022. O resultado em receita também foi histórico.

Segundo o diretor de conteúdo do Canal Rural, Giovani Ferreira, de janeiro a junho, as exportações de carne bovina totalizaram 932,34 mil toneladas, 27% acima do volume escoado no mesmo período do ano passado. A receita de exportação da proteína somou US$ 5,62 bilhões na primeira metade deste ano. “O que isso significa? Em apenas seis meses, o Brasil já exportou 59% de todo o volume exportado no ano passado. Em receita cambial, o país já alcançou o equivalente a 70% do realizado em 2021”.

Carne de frango

Com a carne de frango o desempenho do Brasil no primeiro semestre também foi positivo. Giovani diz que nos primeiros seis meses do ano, o país, que já é o maior exportador da proteína no mundo, enviou 2,2 milhões de toneladas, cerca de 8% a mais que no mesmo período do ano passado. Em receita, o volume cresceu 37% na comparação com o primeiro semestre de 2021.“Um crescimento significativo. O Brasil liderando e aumentando sua participação no comércio internacional”.

Suíno

A carne suína entretanto teve o menor desempenho no primeiro semestre deste ano. Nos primeiros seis meses de 2022, o Brasil exportou 458 mil toneladas de carne suína in natura, volume 8,44% abaixo do registrado no mesmo período de 2021. “A China teve um problema muito sério de peste suína africana, mas recompôs rapidamente o plantel, impactando diretamente nas exportações brasileiras. Dificilmente o Brasil vai conseguir igualar a marca de 1 milhão de toneladas do ano passado, que foi recorde”.

Acompanhe nossas redes sociais e fique por dentro das novidades

 |   |   |   | 

Fique por dentro de todas

Se inscreva e receba as melhores notícias do Correio do Povo direto no seu e-mail