Enamore-se!

Num mundo com bilhões de seres humanos, há um em especial que nos chama atenção, alguém por quem suspiramos e que é merecedor dos nossos pensamentos, sentimentos e ações carinhosas. A esse alguém chamamos de namorado (a). Existem os que ficam, os que estão em estágio inicial do namoro, os namoros longos, os namorados noivos, os namorados casados, enfim, independente da relação é um namoro. 
E hoje comemoramos o Dia dos Namorados. Possivelmente, em função do momento, será festejado com muitas restrições. Porém, no mínimo, cada casal é merecedor de um brinde. 
Mais do que namorar o outro, primeiro é preciso enamorar-se de você, por você, com você. Gostar de si mesmo e amar a si próprio. Na verdade,  ninguém dá aquilo que não tem. Se estou vazio de mim, o que transmitirei? Apenas um vazio a procura de ser preenchido pelo sentimento do próximo, num ato egoísta. Esse dia serve também para que analisemos os nossos sentimentos e como estamos transmitindo esses mesmos sentimentos a quem denominamos de namorado (a). 
E para quem está só, vale a mesma recomendação: enamore-se. Dessa maneira, a sua vibração entrará em sintonia com uma outra pessoa que também está enamorada de si, resultando numa provável aproximação que, talvez, termine em namoro, caso essa seja a sua intenção. 
Mas, acima de tudo, o principal é enamorar-se. A partir daí, independente de estar só ou acompanhado, você estará muito bem, pois a felicidade está em você. Enamore-se!

Eloir Sbalqueiro, jornalista.