Destaque no País A qualidade da produção de café de Carlópolis é destaque no País. A cidade produz atualmente 10,4

Destaque no País

A qualidade da produção de café de Carlópolis é destaque no País. A cidade produz atualmente 10,4 mil toneladas do grão por ano, espalhados por cerca de 5 mil hectares. O Paraná é o sexto maior produtor do grão no País, atrás de Minas Gerais, Espírito Santo, São Paulo, Bahia e Rondônia. A produção do café no Estado estimada para esse ano é de 870 mil sacas. O valor da saca, em algumas localidades, ultrapassou R$ 1 mil, tendência reforçada com as geadas recorrentes durante o inverno.

Avanço na vacinação

O Paraná alcançou mais uma importante marca no combate à Covid-19 nesta segunda-feira (13) ao garantir a imunização por completo de 4.056.734 pessoas. O quantitativo equivale a 46,5% do público-alvo, formado por 8.720.953 adultos com 18 anos ou mais. O avanço na vacinação faz com que o Paraná apareça bem colocado nos rankings nacionais. Em relação à 1ª dose, o levantamento produzido pelo consórcio nacional de imprensa coloca o Estado na quinta colocação, atrás apenas de São Paulo, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Distrito Federal (DF).

2ª dose

Em números absolutos, o município que mais administrou a 2ª dose ou dose única é Curitiba, com um total de 729.219 pessoas imunizadas. Na sequência, estão as cidades de Londrina (200.382), Maringá (186.586), Cascavel (129.572) e Ponta Grossa (106.035). Proporcionalmente à população, a cidade que mais avançou na aplicação de segundas doses é Esperança Nova, com 62,49% da população adulta contemplada. A lista segue com Sulina (60,16%), São Manoel do Paraná (58,48%), Pontal do Paraná (57,56%) e Kaloré (55,37%).

Ativismo político

O deputado federal Ricardo Barros (PP), atual líder do governo de Jair Bolsonaro (sem partido) na Câmara falou sobre o ativismo político do Judiciário. “Na minha opinião, as decisões que o Judiciário toma tem o objetivo de influenciar o ambiente político, em se aproveitar de uma oportunidade para se posicionar politicamente, que não tem nada com o jurídico. O Supremo deve arquivar todas as matérias que são prerrogativa exclusiva do Legislativo e do Executivo, mas, ele insiste em decidir coisas que não são da sua atribuição”, declarou Barros.

Expobel 2022

Com o slogan “O melhor a gente vive juntos”, a Expobel 2022 foi lançada na sede nacional da Cresol. A expectativa dos organizadores é de que com o controle do contágio da Covid, a próxima edição, prevista para março do ano que vem, marque a retomada dos grandes eventos. Foram quase 400 mil visitantes em 2020. A Prefeitura Francisco Beltrão garantiu que será adotado o modelo de entrada livre em todos os dias. A Expobel é a terceira maior feira do Paraná. Um ponto de encontro entre comerciantes, empresários, moradores e produtores locais.

Técnica inédita

O PRC-280, principal corredor logístico do Sudoeste paranaense, receberá investimento de R$ 134 milhões. O início das obras da revitalização está programado ainda este mês. O chefe da Casa Civil, Guto Silva, destacou que a rodovia foi estratégica, porém, a falta de melhorias e o fato de não ter sido incluída no Anel de Integração fez com que a via fosse utilizada como um desvio ao pedágio, recebendo um grande volume de veículos pesados que acabaram comprometendo o pavimento. Para a obra, será utilizada uma técnica inédita em estradas estaduais do Paraná, chamada de whitetopping, que é a execução de um novo pavimento rígido de concreto sobre o asfalto já existente.

Coeficiente

Cascavel atingiu 1.002 mortes por Covid-19, apesar de parecer um número elevado ele está abaixo das principais cidades do estado e mostra que as ações desenvolvidas para enfrentar a pandemia conseguiram fazer de Cascavel a cidade com o menor coeficiente de mortalidade entre as dez maiores cidades do Paraná. Em Cascavel, são registradas 298 mortes a cada 100 mil habitantes. A cidade que mais se aproxima desses números é São José dos Pinhais, que tem um coeficiente de 318 mortes a cada 100 mil habitantes. O coeficiente do Paraná é de 326 óbitos a cada 100 mil habitantes.

Janela partidária

O PSDB trabalha com a possibilidade de perder entre oito e dez deputados federais na próxima janela partidária. A direção nacional acredita que os parlamentares trocarão de sigla por terem diagnosticado dificuldades para se reeleger em 2022, mas diferenças ideológicas também devem pesar nas decisões. A legislação eleitoral permite que os parlamentares troquem de partido sem sofrer punições quando faltar seis meses para as eleições. A janela tem duração de 30 dias.

Novidades

O presidente nacional do Democratas, ACM Neto, admitiu que está conversando com o PSL sobre a hipótese de fusão entre os dois partidos (DEM e PSL). “Eu devo admitir e não vou esconder que existe uma conversa em curso, do Democratas com o PSL – sobre a hipótese de fusão dos dois partidos. A ideia que está sendo discutida é a criação de um novo partido, que nasceria um como o maior partido do Brasil. Eu diria a vocês que os próximos 15 dias são decisivos para saber se a fusão vai adiante ou não” ”, afirmou ACM Neto.

Presidência da República

O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, vem sendo cotado, por alguns parlamentares, como a pessoa ideal para disputar a Presidência da República no ano que vem. “Rodrigo Pacheco tem um perfil muito adequado, sereno, preparado, correto, tem muita energia, e juízo, se candidato e, se eleito, seria um grande presidente”, disse o senador Antônio Anastasia (PSD-MG).

INSS

O INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) está revisando cerca de 200 mil auxílios-doença que foram liberados sem perícia em 2020, quando as agências da Previdência Social ficaram fechadas por causa da pandemia da Covid-19. De acordo com o INSS, 3 milhões de pedidos de antecipação foram feitos em todo o Brasil, sendo que um milhão de solicitações foram concedidas e 200 mil ainda estão em análise. Não foi informado um prazo para que essas revisões sejam finalizadas.

Anti-Homofobia

O ex-deputado e presidente nacional do Partido Trabalhista Brasileiro (PTB), Roberto Jefferson, terá que pagar R$ 300 mil ao Fundo de Reconstituição dos Bens Lesados, em razão de ofensas homofóbicas realizadas contra o governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite. A ação foi movida pelo Ministério Público, em abril, e a decisão da 16ª Vara Cível do Foro Central de Porto Alegre foi emitida na sexta-feira (10/9).

Coluna publicada simultaneamente em 20 jornais e portais associados. Saiba mais em www.adipr.com.br.