Acessibilidade tecnológica

Anunciado ontem pelo governador Ratinho Junior a assinatura de protocolo com a Microsoft Brasil, que permitirá o acesso ao software

Anunciado ontem pelo governador Ratinho Junior a assinatura de protocolo com a Microsoft Brasil, que permitirá o acesso ao software educacional por alunos e professores da rede pública estadual de ensino como ferramenta de aprendizado e capacitação.

Sem dúvidas, a iniciativa colocará o Paraná à frente dos demais estados brasileiros em qualificação do ensino na rede pública, que a cada dia fica mais próxima da privada.

A qualificação do ensino tem provocado inclusive uma migração de alunos das escolas particulares para as públicas. Esse fenômeno tem ocorrido em Laranjeiras do Sul e sempre é citado pelo prefeito Berto Silva, quando o assunto é avanço na educação.

No caso do Paraná, a parceria firmada entre o Estado e a Microsoft, possibilitará às instituições de ensino público acesso à inúmeras plataformas que servirão aos estudantes e também   como apoio acadêmico e treinamentos para os professores.

Além disso, está incluída a oferta de capacitação do corpo docente que, por meio do programa Professores Embaixadores, terá acesso a treinamentos para inserção de tecnologia no processo de aprendizagem por meio de ferramentas cedidas no acordo.

Os profissionais serão beneficiados com um registro no maior portal de colaboração mundial para professores e diretores de escolas, a Comunidade de Educadores Microsoft, que concede acesso a recursos específicos e gratuitos para capacitação de professores e dirigentes de instituições de ensino.

Isso é um grande avanço, pois a informática nos dias atuais esta presente nos mais variados meios, participando e influenciando diretamente na vida das pessoas, em setores como a educação, aonde ela vem sendo utilizada como uma ferramenta pedagógica. Desempenhando um papel importante no processo de ensino aprendizagem, otimizando trabalhos, pesquisas e busca de conhecimento científico. Doravante a informática tem se apresentado não apenas como uma ferramenta de auxilio no desenvolvimento de tarefas, mas sim como uma tecnologia que vai além de uma simples comunicação de dados, tornando assim um meio poderoso para o avanço no ensino.

O anúncio feito pelo governador foi recebido com muito entusiasmo pela classe estudantil da rede pública, que terá, a partir da liberação do acesso ao software educacional, a mesma oportunidade daqueles que estudam na rede privada.