Delegacia da Mulher é necessidade premente em Laranjeiras

Vivemos um período de extrema violência e desvalorização da vida. Isso é premente em todas as regiões do país e

Vivemos um período de extrema violência e desvalorização da vida. Isso é premente em todas as regiões do país e vem crescendo ano a ano.

No entanto, no meio deste ódio destilado um fato chama mais a atenção. O feminicídio. Feminicídio significa a perseguição e morte intencional de pessoas do sexo feminino, classificado como um crime hediondo no Brasil.  Alguns estudiosos do tema alegam que o termo feminicídio se originou a partir da expressão “generocídio”, que significa o assassinato massivo de um determinado tipo de gênero sexual.

A cada dia temos casos de mulheres assassinadas por companheiros, ex-maridos e que tiveram o pretendiam alguma relação amorosa com a vítima.

Temos na região, a violência contra a mulher, uma das ocorrências mais rotineiras do setor policial, no entanto não temos uma delegacia especializada para elucidar estes casos.

A pauta  já foi tema de discursos e promessas de vários governos, mas não passou disso, na prática não se viu nada de novo a respeito e parece que a demanda caiu no ostracismo. Ficou o dito pelo não dito.

Alguém pode perguntar: Mas a implantação de uma delegacia da mulher, amenizaria o problema?

Pode não resolver,  mas certamente incentivaria  grande parte das mulheres vítimas de violência doméstica a denunciar seus algozes.

Pois ao ser atendida por um ou uma policial especializada  neste tipo de ocorrência, a vítima se sentiria mais a vontade, teria um atendimento mais adequado e uma resolução mais rápida da situação, refletindo na inibição dos agressores.

Portanto é hora de voltar a se pensar na implantação de uma Delegacia da Mulher em Laranjeiras do Sul.