Esporte de rendimento é coisa séria!

Noticiamos com exclusividade na página de Esportes de hoje (23), o imbróglio envolvendo Medianeira e Ivaiporã, equipes da Série Bronze

Noticiamos com exclusividade na página de Esportes de hoje (23), o imbróglio envolvendo Medianeira e Ivaiporã, equipes da Série Bronze do Campeonato Paranaense de Futsal. A equipe do Oeste do estado, que se classificou nos pênaltis para as quartas de final, pode perder a vaga por descuido enorme. O atendente medianeirense Gilberto Antunes Duarte foi expulso no confronto de ida, mas teria participado do confronto de volta, não cumprindo suspensão.

A infração foi notificada pelo quarteto de arbitragem e denunciada pelo Ivaiporã, que com aval da Federação Paranaense foi ao Tribunal de Justiça Desportiva (TJD-PR). Se o órgão acatar o pedido e o caso for a julgamento, o Medianeira pode até ser eliminado do estadual.

Para quem não conhece a realidade do time alvo da polêmica, o Medianeira é uma equipe candidata ao acesso à Série Prata e que possui um investimento considerável. Tudo pode ir por água abaixo por conta de um descuido amador.

Não é a primeira vez que nos deparamos com situações como essa. Quem não se lembra da Portuguesa em 2013, quando foi rebaixada para a Série B do Brasileirão por conta da mesma situação, só que nesse caso era um jogador quem não cumpriu suspensão.

O trabalho de toda uma temporada, a dedicação de profissionais e o apoio depositado pelos apoiadores entram em choque em situações como essa. É como dizem por aí: que sirva de lição. Que sirva de lição para os clubes, que ao adentrarem em uma competição tão importante, não basta apenas fazer um bom investimento e se atentar ao rendimento dos jogadores. É necessário prestar atenção quanto à burocracia, se preciso ter o regulamento debaixo do braço, mas não correr o risco de cair em uma erro tão amador.