Inscrições do Enem têm poucos inscritos

As inscrições para o Enem deste ano encerram amanhã e até agora só recebeu metade do número de inscritos do

As inscrições para o Enem deste ano encerram amanhã e até agora só recebeu metade do número de inscritos do ano passado, segundo balanço divulgado pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep).

Talvez as diversas mudanças que o exame deste ano sofreu tenham impactado na queda de inscritos. Afinal, este ano a taxa está R$ 82 e a prova não poderá mais ser usada como forma de obter o diploma do ensino médio. O governo federal estima que essa decisão tire ao menos um milhão de participantes da prova.

Além disso, pela primeira vez, as provas serão em dois domingos e não mais em um final de semana, como era até ano passado.

A mudança foi aplicada após consulta pública do Inep, promovida no início deste ano, e teve mais de 600 mil contribuições.

A população foi consultada sobre três aspectos. A primeira pergunta questionava se a aplicação deveria manter o formato atual, em dois dias, ou ser realizada em apenas um dia, com uma prova de até 100 questões e redação, e 5 horas e 30 minutos de duração. 36% dos respondentes votaram por prova em um dia, mas a maioria, 63,7%, preferiu a manutenção em dois dias.

A segunda pergunta complementava a anterior ao consultar a população se, caso o exame continuasse sendo aplicado em dois dias, quais deveriam ser essas opções. 42% votaram por provas em dois domingo seguidos, 34% por domingo e segunda-feira (que se tornaria um feriado escolar), e 23%, a minoria, votaram pela manutenção das provas no sábado e domingo de um mesmo fim de semana. A terceira questão buscou a opinião dos brasileiros sobre a aplicação do Enem por computador, mas 70% votaram contra. Também foi dada ao participante a oportunidade de fazer sugestões para o aprimoramento do exame em um texto de, no máximo, 300 caracteres.

Como o próprio governo federal já previa, as inscrições deste ano seriam menores, porém, não tanto como está.

Existe sim a possibilidade de que as mudanças tenham influenciado, principalmente o preço.

No entanto, o valor pode ser considerado até razoável quando colocado na balança que o Enem é a principal porta de entra para milhares de universidades Brasil à fora. Além disso, é usada para programas como Sisu, Fies e ProUni. Ou seja, ainda gera mais benefícios do que os R$ 82 podem arcar.

Então, você que ainda não se inscreveu e pretende cursar uma graduação no próximo ano, não perca a chance e muito menos o prazo que termina às 23h59 de amanhã. A partir dai é estudar e ir bem na prova.