Lava-Jato chegará à Educação

Lava Jato na Educação. O assunto que vem ganhando destaque nos noticiários é esse após anúncio do presidente Jair Bolsonaro

Lava Jato na Educação. O assunto que vem ganhando destaque nos noticiários é esse após anúncio do presidente Jair Bolsonaro em sua conta pessoal no Twitter.

Ele publicou que há fortes indícios de que recursos públicos destinados à educação são usados para objetivos que não interessam ao país e que sua equipe anunciará medidas para solucionar o problema nos próximos dias.

O Brasil gasta mais em educação em relação ao PIB [Produto Interno Bruto] do que a média de países desenvolvidos. Em 2003, o MEC [Ministério da Educação] gastava cerca de R$ 30 bilhões em educação e em 2016, gastando quatro vezes mais, chegando a cerca de R$ 130 bilhões, ocupa as últimas posições no Programa Internacional de Avaliação de Alunos (Pisa), lamentou Bolsonaro em sua conta.

O presidente já havia anunciado há cerca de um mês que a operação Lava Jato da Educação seria iniciada. Ele argumentou que algo de muito errado está acontecendo, e a intenção é investigar possíveis desvios bem como o favorecimento indevido de acesso ao ProUni, Pronatec, além de conconcessão ilegal de bolsas de ensino a distância e irregularidades em universidades federais.

Ainda em fevereiro, o Ministério da Educação firmou acordo com o Ministério da Justiça para investigar estes indícios de corrupção e desvios na pasta e suas autarquias nas gestões anteriores.

A ação seria uma espécie da Lava Jato, que já prendeu grandes nomes da política estadual e nacional como o ex-governador do Paraná Beto Richa e o ex-presidente Lula.

Só esperamos, sinceramente, que não tenham tantos desdobramentos. A Lava Jato não tinha a intenção de abrir tantas fases. Mas com o depoimento de um, de outro, acabou descobrindo que o esquema era muito, mas muito maior do que qualquer um poderia imaginar. Aguardemos.