O cancelamento na internet e na vida

É importante saber o momento de se colocar e com propriedade sobre o assunto. De senso comum e opiniões vazias o mundo já está cheio

O cancelamento não é uma novidade dentro da sociedade. Desde os tempos remotos, julgar e condenar alguém, por alguma atitude considerada equivocada, acontecia “normalmente”. Assim, foi ganhando nomes diferentes no decorrer dos séculos, mas nunca perdeu sua essência, que é de massacrar e apontar o dedo aos erros de outro. Atualmente, com o advento da internet, isso ficou muito mais fácil e visível diante da possibilidade de manter o anonimato enquanto o internauta profere qualquer tipo de ofensa. O cancelamento também acontece da esfera do jogo das opiniões, quem tem mais razão sobre o que. Muitas vezes o motivo do cancelamento nem tem a ver com as atitudes em si, praticadas e consideradas “incorretas”, mas apelam pra questões morais e muitas vezes preconceituosas que nem era o motivo inicial da discussão.

Claro que como seres humanos, somos emissores de nossas opiniões e convicções. E até importante que olhemos pra tudo com mais criticidade, porém, dentro dos limites da discussão saudável e que gera um debate e uma critica construtiva.

Apelar para ofensas, escrachos virtuais, e criticas morais que não levam a nada, além de não construir nada, dão mais razão ao outro, que inicialmente era o motivo do julgamento.

É importante saber o momento de se colocar e com propriedade sobre o assunto. De senso comum e opiniões vazias o mundo já está cheio.

Acompanhe nossas redes sociais e fique por dentro das novidades

 |   |   |   | 

Fique por dentro de todas

Se inscreva e receba as melhores notícias do Correio do Povo direto no seu e-mail