Quem ama, vacina

O grande problema é que o sarampo é causado por um vírus para o qual não há nenhum tratamento específico.

O grande problema é que o sarampo é causado por um vírus para o qual não há nenhum tratamento específico.

Atualmente, a OMS aponta que mais ou menos 100.000 pessoas ainda morrem, por ano, em decorrência do sarampo. Este número é assustador se pensarmos que há uma vacina altamente eficaz.

O grande problema é que o sarampo é causado por um vírus para o qual não há nenhum tratamento específico.

Por isso, a vacina é de longe a melhor forma para se proteger. É altamente eficaz: garante 97% de proteção, quando administrada em 2 doses. A vacina do sarampo está no Calendário Nacional de Imunização e é gratuitamente oferecida para crianças aos 12 meses e aos 15 meses. Adolescentes e adultos que não sabem se receberam quando pequenos devem se vacinar.

Desde o dia 7 de junho, os casos de sarampo dispararam 850% no estado de São Paulo, passando de 51 para 484 até o último balanço divulgado na sexta-feira (19) pela Secretaria Estadual de Saúde. A grande maioria dos casos foi confirmada na capital – 363 -, e o número preocupa por já ser o maior registrado em mais de 20 anos.

Mas infelizmente muitos pais relutam em vacinar seus filhos. E os baixos índices de imunização de crianças no Brasil acenderam o alerta em especialistas. Mas afinal, quais os motivos por trás da decisão de pais que não vacinaram os filhos? Para alguns especialistas, um dos motivos que explicam o menor índice em 16 anos de cobertura de vacinação em crianças menores de um ano é o fato de que as vacinas estão culturalmente vinculadas à percepção de risco da doença. Quando se trata de doenças erradicadas, a população tem mais dificuldade de enxergar seus perigos.

Para exemplificar esse descaso com a vacinação, na campanha de vacinação contra a gripe de 2018, as crianças de seis meses a cinco anos e as gestantes registram o menor índice de vacinação contra a gripe. A três dias do fim da campanha, apenas 65,92% das crianças tinham sido vacinadas.

Com o vírus do sarampo tão perto é melhor prevenir do que remediar. As vacinais são eficazes e quem ama vacina.

Acompanhe nossas redes sociais e fique por dentro das novidades  Facebook |  Twitter |  YouTube |  Instagram. Também temos nosso grupo de notícias no  Whatsapp, todo dia atualizado com novas matérias.

Fique por dentro de todas

Se inscreva e receba as melhores notícias do Correio do Povo direto no seu e-mail