Um viva às cooperativas

2019 não foi um ano fácil. Por onde se anda e com quem se fala o discurso é o mesmo:

2019 não foi um ano fácil. Por onde se anda e com quem se fala o discurso é o mesmo: muito trabalho e pouco retorno financeiro. Mas não só neste sentido, também foi um ano de muitas tragédias, como a morte do jornalista Ricardo Boechat, incêndio do CT do Flamengo que matou 10 adolescentes. Mas certamente a maior de todas as tragédias é o rompimento da barragem de Brumadinho, em Minas Gerais, que matou mais de 250 pessoas.

No mundo da agricultura não foi diferente. Com os fatores climáticos não colaborando com os produtores.

Mesmo assim, se tem um setor dentro da agricultura que tem muito a comemorar é o cooperativismo, que deve confirmar um crescimento no seu faturamento, ultrapassando R$ 85 bilhões, com resultados positivos na ordem de R$ 3,5 bilhões e R$ 2,6 bilhões em impostos arrecadados. Esse é o resultado apenas do Paraná.

No estado, as cooperativas já são responsáveis pelo emprego direto de 107 mil pessoas e tem atualmente mais de 2 milhões de cooperados, número que cresce dia a dia.

Os belos resultados foram apresentados em um belo evento, na sede da Lar, em Medianeira. Evento, que por sinal, estava muito bem organizado por toda a equipe da Ocepar, Sescoop e a cooperativa sede, é claro.

Tão importante é o evento, que inclusive estiveram presentes o governador Ratinho Junior e a Ministra da Agricultura do Brasil Tereza Cristina, que foi ovacionada e muito aplaudida por todos.

Enfim, em meio a um ano de muitos eventos negativos e trágicos, é bom chegar a dezembro e trazer tao boas notícias aos nossos leitores, já que nossa região é movida a agropecuária e ainda temos por aqui uma das maiores cooperativas, que é a Coprossel. Que venha 2020 com mais números expressivos como este.