NÍVEIS DE CONSCIÊNCIA

São muitos os fatores que parecem conspirar contra o sadio esforço de quem deseja ascensão e plenitude.                 Paixões disfarçadas

São muitos os fatores que parecem conspirar contra o sadio esforço de quem deseja ascensão e plenitude.

                Paixões disfarçadas de direitos pessoais assomam no palco da vida, exigindo consideração, gerando conflitos e dificultando o processo de elevação moral.

                O egoísmo dominador, predominante em a natureza humana, escamoteia os seus propósitos inferiores e surge, a cada momento, em expressão nova, perturbando o programa iluminativo de quem se propõe à felicidade em padrões dignos, portanto, ideais.

O instinto de sobrevivência do corpo, em atavismo dissolvente, coopera com as heranças primevas, apresentando-se sob justificativas equívocas com caráter de nobreza.

                O homem ainda instável, desacostumado às lutas íntimas de santificação, diante das sortidas de que se vê preso por parte desses algozes internos, posterga o trabalho de evolução, ou pára, caso nele se encontre, ou abandona os propósitos abraçados, sob os tóxicos do desânimo e do desconforto moral.

                Propõe o mundo: – Triunfa a qualquer preço, sem te preocupares com os outros, que aguardam ocasião para te submeterem.

                Estabelece Jesus: – Se alguém te pedir a capa, dá-lhe também a manta, e se te solicitarem segui mil passos, vai, tranquilo, dois mil.

                Programa o século: – Não cedas o teu lugar, haja o que houver. Disputa a tua posição, pois que outros estão batalhando por tomar-te a em que te encontras..

                Argumenta Jesus: – Não te afadigues pela posse indevida. Tudo quanto cederes, terás, e aquilo que tomares, perderás.

                Promete a Terra: – Os vitoriosos gargalham e recebem apreço. Triunfa no mundo, tendo a glória como sendo a mete que deves alcançar.

                Aclara Jesus: – Todo apogeu terrestre nivela na tumba as criaturas umas com as outras. A glória que ensoberbece passa, e o homem se encontra vazio e só, logo após.

                Reclama a sociedade: – Impõe a vontade a vim de te fazeres respeitar, e armazena moedas para adquirires tudo quanto ambicionas.

                Responde Jesus: – Reúne tesouros no “reino dos céus” e colete os recursos da paciência, da humildade, do perdão, da caridade nos cofres do amor, e serás rico de paz.

                Impõe a tradição: – A vida espiritual será examinada na velhice. Frui e usa o corpo enquanto são moças as tuas carnes.

                Contrapõe Jesus: – Louco, hoje te tomarão a alma, sem indagarem a idade que tens.

                Aconselham os técnicos do bem-estar imediato: – Reage a qualquer agressão. Arma-te para te defenderes, tomando o outro de surpresa.

                Orienta Jesus: – Age com elevação sempre e equipa-te com os recursos do amor que vence tudo, e amortece todos os golpes que sejam desferidos contra ti.

                Determina a ilusão: – Embriaga-te no prazer, que é tudo quanto tens ao alcance das mãos.

                Repete Jesus: – Vence o mundo, educando-te e crescendo para a realidade da tua consciência superior.

                O homem do mundo vive em nível de consciência inferior. É fisiológico, automatista, primitivo. O homem espiritual transita em faixa de consciência elevada e se apercebe da realidade da vida. É psicológico, idealista, compreensivo, racional, porque alcançou a dimensão intelecto-moral lúcida.

                Se transitas no nível intermediário, atado ao primarismo e anelando pela emoção enobrecida, exercita os valores morais e vivências espirituais, adquirindo forças para o passo decisivo, que te fará escolher Jesus em detrimento do mundo, embora a permanência nas conjunturas carnais.

Livro: MOMENTOS DE ESPERANÇA. Joanna de Ângelis (Espírito). Por Divaldo Pereira Franco. Livraria Espírita Alvorada – Editora. Pau da Lima. Salvador – BA.  1ª ed. 1989.

Manoel Ataídes Pinheiro de Souza. CEAC. Guaraniaçu – PR.  [email protected]