PARA SER UM COM DEUS

A citação feita nas páginas do Evangelho de Jesus, onde Este afirma ser  um com Deus, com certeza merece muita

A citação feita nas páginas do Evangelho de Jesus, onde Este afirma ser  um com Deus, com certeza merece muita atenção de cada criatura que se ocupa com as questões do cristianismo.

                Eu e o Pai somos um

                É compreensível que, à primeira vista, se possa pensar que Jesus venha a ser o próprio Pai, o próprio Deus, uma vez que afirma  ser um com Ele.

                No entanto, em razão do bom senso que perpassa as mensagens expressas pelo Mestre Jesus, não há espaço mental para que, ao mesmo tempo em fosse o próprio Pai, também afirmasse que viera ao mundo a fim de atender à vontade do Seu Pai.

                Ou bem Jesus era o Pai, ou bem seria um enviado do Pai, realizando na Terra os seus interesses sublimes…

                Pautando nas palavras do Senhor Jesus, passamos a entender o quanto Ele se punha a serviço da Divindade, tornando-se, daí, com a identificação e afinidade apresentadas, um elemento de intensa integração com os ensinamentos de Deus, Seu e nosso Pai…

                Humilda-se,  e chega ao mundo físico na singeleza de uma estrebaria, rodeado por pouca gente e por animais.

                Supera a infância e demonstra Seu degrau evolutivo, na fase da comum pré-adolescência humana, e conversa com doutores da lei e com sacerdotes.

                Acerca-se do trabalho e prestigia-o, cooperando com os labores da pequena carpintaria de José.

                Valoriza a convivência com os amigos, simples ou opulentos, enquanto Ele próprio mantém a postura de intérprete dos ensinamentos do Criador…

                Não se limitou a falar a respeito das virtudes morais e do Reino de Deus, tratou de viver de conformidade com as leis de Deus, que visam sempre a harmonia humana, abrindo o entendimento geral para a construção do sublime Reino na intimidade de cada um.

                Pôs-se à disposição de pobres e de sofredores, de indigitadas almas, e se apresentou como médico das almas, como caminho, verdade e vida, e, também, como amigo de todos, a todos se ofertando, corajoso e sobranceiro.

                Deixa-se conduzir ao matadouro, arranjado no topo de uma montanha, a fim de ensinar quão excelente era a Sua integração com Deus, ao Qual roga perdoar os algozes, dada a sua ignorância, infantilidade e despreparo.

                Antes da Morte, embora aprisionado e rudemente tratado, continuava orientando e amando a todos os Seus agressores.

                Após a morte, erguido que foi na cruz, retornou para tranquilizar Seus amigos, aflitos e medrosos; reorientou os rumos de quem desejava ser feliz e propôs a todos que não se deixassem desalentar com as deficiências humanas, afirmando ter Ele próprio vencido o mundo.

                Assim, faz-se por demais importante saber de algumas condições que são exigidas peça vida para que alguém consiga ser um com Deus.

                Aquele que se sentir disposto a viver e a agir como o fez Jesus, tudo ofertando sem nada cobrar ou exigir, poderá guardar a certeza de que conseguiu a sua unificação com o Espírito Divino, a sua unidade com Deus.