A obediência na Fé

Deus escolheu Abraão para uma muito importante tarefa, guardar a promessa da Redenção da humanidade pelo Messias. “O Senhor disse

Deus escolheu Abraão para uma muito importante tarefa, guardar a promessa da Redenção da humanidade pelo Messias. “O Senhor disse a Abrão: “Sai de tua terra, do meio de teus parentes, da casa de teu pai, e vai para a terra que eu vou te mostrar.”   Farei de ti uma grande nação e te abençoarei: engrandecerei o teu nome, de modo que ele se torne uma bênção. (Gn.12.1-2)
 “Pela fé, ao ser chamado, Abraão obedeceu à ordem de partir para uma terra que devia receber como herança, e partiu, sem saber para onde iria. Pela fé, ele viveu como migrante na terra prometida, morando em tendas, com Isaac e Jacó, os co-herdeiros da mesma promessa.” (Hb.11.8-9)
Abraão acreditou na palavra de Deus e obedeceu suas ordens. Esta é Fé de Abraão elogiada nas Sagradas Escrituras. Abraão obedeceu na Fé. Isto significa, que livremente submeteu-se à Palavra ouvida, visto que a sua verdade é garantida por Deus, a própria Verdade. Desta obediência Abraão é modelo.
Nosso problema é a falta de Fé. Nós queremos do nosso jeito arrumar a nossa vida, até do nosso jeito arrumar o mundo. Não acreditamos na Palavra de Deus. Isto aconteceu com Adão e Eva no paraíso. Eles quiseram organizar a vida do jeito deles no paraíso. Por fim acreditaram na palavra do demônio. “A mulher respondeu à serpente: “Nós podemos comer do fruto das árvores do jardim. Mas do fruto da árvore que está no meio do jardim, Deus nos disse: ‘Não comais dele nem sequer o toqueis, do contrário morrereis’. Mas a serpente respondeu à mulher: “De modo algum morrereis. Pelo contrário, Deus sabe que, no dia em que comerdes da árvore, vossos olhos se abrirão, e sereis como Deus, conhecedores do bem e do mal”. A mulher viu que seria bom comer da árvore, pois era atraente para os olhos e desejável para obter conhecimento. Colheu o fruto, comeu dele e o deu ao marido a seu lado, que também comeu.” (Gn.3.2-6) Adão e Eva não creram na palavra de Deus.  Faltou a Fé. Assim perderam o paraíso e a amizade com Deus. A Fé não precisa ser declarada em voz alta, mas precisa ser praticada. A Fé nossa manifestamos de dia a dia pelas nossas obras. São Tiago com veemência defende a Fé, que se manifesta em obras. E usou uma expressão muito forte: “Assim como o corpo sem o espírito é morto, assim também a fé, sem as obras, é morta.” (Tg.2.26) A Fé sem obras não tem força para influenciar a nossa conduta, na prática não existe, é como que morta.
Ó, Bom Jesus! Que a minha conduta seja marcada com as obras da Fé praticando A com coragem diante do Céu e da Terra. Ajude me com as suas graças. Amém.