Coisas de Deus

A partir de então, Jesus começou a mostrar aos discípulos que era necessário ele ir a Jerusalém, sofrer muito da

A partir de então, Jesus começou a mostrar aos discípulos que era necessário ele ir a Jerusalém, sofrer muito da parte dos anciãos, sumos sacerdotes e escribas, ser morto e, no terceiro dia, ressuscitar.  Então Pedro o chamou de lado e começou a censurá-lo: Deus não permita tal coisa, Senhor! Que isto nunca te aconteça!  Jesus, porém, voltou-se para Pedro e disse: Vai para trás de mim, satanás! Tu estás sendo para mim uma pedra de tropeço, pois não tens em mente as coisas de Deus, e sim, as dos homens!  Então Jesus disse aos discípulos: Se alguém quer vir após mim, renuncie a si mesmo, tome sua cruz e siga-me.  (Mt.16.21-24)

A nossa vocação aqui na terra é a realização da vontade de Deus. Cumprir a vontade de Deus nos custa muito sacrifício. Jesus Cristo não esconde, que este sacrifício é uma cruz. E Jesus Cristo com  firmeza chama a nossa atenção para que quem pensa só nas coisas humanas e esquece as coisas de Deus não vai ganhar a Salvação Eterna.

Jesus Cristo com detalhes revelou aos Apóstolos o seu destino. Ele veio cumprir a vontade do Pai, realizar pela cruz a redenção da humanidade. Certamente tremeu de medo diante do seu destino. Mas cumprir a vontade do Pai era mais importante do que o seu sofrimento na cruz. Portanto, quando Pedro desejava que Jesus, contra a vontade do Pai, escapasse da cruz. Jesus O chamou de satanás.  Esta atitude de Jesus nos ensina que quem não está cumprindo a vontade de Deus agrada ao demônio. Por isso não devemos nunca violar a vontade de Deus que se revela sobretudo nos dez mandamentos.

 Em outra conversa Jesus Cristo prometeu, que o cumprimento da vontade de Deus tem uma enorme recompensa divina. Quem está  cumprindo a vontade de Deus  ganhará não só o Céu mas receberá um grande privilégio o título de irmão ou de irmã ou de mãe do próprio Jesus Cristo. Mas o não cumprimento da vontade de Deus tem as consequências terríveis: O Inferno.

Nisso chegaram a mãe e os irmãos de Jesus. Ficaram do lado de fora e mandaram chamá- lo.  Ao seu redor estava sentada muita gente. Disseram-lhe: Tua mãe e teus irmãos e irmãs estão lá fora e te procuram.  Ele respondeu: Quem é minha mãe? Quem são meus irmãos? E passando o olhar sobre os que estavam sentados ao seu redor, disse: Eis minha mãe e meus irmãos! Quem faz a vontade de Deus, esse é meu irmão, minha irmã e minha mãe.  (Mc.3.31-35)

O Meu Bom Jesus, tenha a paciência comigo. Não me castigue pelas desobediências em cumprir a tua vontade. Mas me inspire com as tuas graças a tornar me fiel e obediente a Ti. Amém.