De novo o demônio

O Demônio é uma figura trágica. Erradamente planejou a formação do seu futuro. A ganancia de possuir o poder independente

O Demônio é uma figura trágica. Erradamente planejou a formação do seu futuro. A ganancia de possuir o poder independente de Deus, o levou à tragédia de perder o Céu. Como perdedor tornou-se semeador das maldades. Não deixou em paz o próprio Jesus Cristo. Quando Ele fez o retiro espiritual se preparando para a realização da sua missão de Redentor do mundo, o Demônio tentou O desviar desta missão.

Vamos conhecer a tática que o Demônio usou para este desvio. Ele sempre usa nas tentações a mesma tática. É bom conhece-la para não cair na armadilha dele.

O primeiro passo do Demônio é se apresentar como um amigão, que quer o bem para a gente. Assim era com Jesus Cristo. Depois de quarenta dias de jejum Jesus sentiu fome, então o Demônio como um amigão quis o bem a Jesus, sugeriu que Jesus mude a pedra em pão. Aparentemente nada mal. Mas a intenção do Demônio era mostrar-se como um amigo preocupado com a fome que Jesus passava: “Se és Filho de Deus, manda que estas pedras se transformem em pães.” (Mt.4.3) Jesus conhecendo as táticas do Demônio não aderiu a sugestão dele, não quis a amizade com ele e respondeu: “Está escrito: “Não se vive somente de pão, mas de toda palavra que sai da boca de Deus.” (Mt.4.4)

 A primeira tentação não deu certo então o Demônio partiu contra Jesus com a segunda tentação. Como bom conhecedor da Bíblia citou o texto para levar a Jesus a vaidade da superioridade dele. Quis que Jesus fizesse um teatro na frente do povo. Levou Jesus ao ponto mais alto do templo e falou: “Se és Filho de Deus, joga-te daqui abaixo! Pois está escrito: “Ele dará ordens a seus anjos a teu respeito, e eles te carregarão nas mãos, para que não tropeces em alguma pedra.” (Mt.4.6)  A Bíblia mal interpretada pode levar ao pecado. Então cuidado com aqueles que usam a Bíblia para apoiar as suas ideias. Jesus de novo rejeitou a sugestão do Demônio. Não quis ter nada em comum com ele. Jesus respondeu usando a Bíblia: “Também está escrito: “Não tentaras o Senhor teu Deus.” (Mt.4.7) Também pela segunda vez não deu certo a tentação do Demônio então ele partiu para terceira tentação. Esta tinha como objetivo excitar a ganancia de conseguir grande poder e riquezas do mundo: “O diabo o levou ainda para uma montanha muito alta.  Mostrou-lhe todos os reinos do mundo e sua riqueza, e lhe disse: “Eu te darei tudo isso, se caíres de joelhos para me adorar.” (Mt.4.8-9) A resposta de Jesus foi forte e definitiva: “Vai embora, Satanás, pois está escrito: “Adorarás o Senhor, teu Deus, e só a ele prestarás culto.” (Mt.4.10)

Temos que aprender com Jesus como combater as tentações do Demônio:

1)evite fazer amizades com pessoas ruins, pois elas são influenciadas pelo Demônio. Com o Demônio não se dialoga, do Demônio se foge.;

2)evite levar a vida vaidosa, para gabar-se dela diante dos outros;

3)evite chegar de modo desonesto ao poder e à riqueza deste mundo;

4)não se impressione com aqueles que citam muito a Bíblia. A Bíblia pode ser interpretada de várias maneiras, certo ou erradamente. Para nós católicos é importante escutar a interpretação feita pela Igreja Católica, pois ela é “coluna e sustentáculo da verdade” (1Tm.3.15)

O Bom Jesus, tenho medo do Demônio, defenda me dele. Amém.