O medo

Não tenhais medo daqueles que matam o corpo, mas são incapazes de matar a alma! Pelo contrário, temei Aquele que

Não tenhais medo daqueles que matam o corpo, mas são incapazes de matar a alma! Pelo contrário, temei Aquele que pode destruir a alma e o corpo no inferno! (Mt.10.28) Lendo este texto a gente sente um arrepio e os cabelos querem ficar de pé. A gente percebe que nesta terra não há a paz e não haverá. Estamos em estado  permanente de guerra. O demônio incansavelmente trava uma feroz batalha pelas nossas almas para leva-las ao Inferno. O inferno é a morte espiritual.  E nesta batalha o demônio tem cumplices entre os homens e mulheres. Por meio deles e delas ele falsifica os ensinamentos de Jesus Cristo. E o que espanta, é que por meio destas pessoas acontecem  alguns tipos de milagres e assim atraem para si numerosas pessoas. Jesus Cristo nos advertiu: Surgirão falsos cristos e falsos profetas, que farão grandes prodígios e maravilhas para enganar, se possível, até os eleitos.  Vede, eu vos preveni! (Mt.24.24-25)

Estes falsos profetas serão talentosos artistas. Saberão usar os seus talentos para atrair a si muitas pessoas. Portanto a advertência de Jesus Cristo é válida por todos os tempos. Ela é séria, pois o próprio Jesus Cristo nos advertiu:  Cuidado com os falsos profetas: eles vêm até vós vestidos de ovelha, mas por dentro são lobos ferozes.  Pelos seus frutos os conhecereis. Acaso se colhem uvas de espinheiros, ou figos de urtigas?  Assim, toda árvore boa produz frutos bons, e toda árvore má produz frutos maus. Uma árvore boa não pode dar frutos maus, nem uma árvore má dar frutos bons. Toda árvore que não dá bons frutos é cortada e lançada ao fogo.  Portanto, pelos seus frutos os conhecereis.  (Mt,7.15-20)

O que é triste, é que o amor fraterno que Jesus Cristo trouxe por meio dos seus ensinamentos esfriará. A causa deste esfriamento será a confusão que estes falsos profetas vão proliferar. As pessoas ficarão  confusas e desanimadas com a religião. Jesus Cristo advertiu: Muitos sucumbirão, trairão uns aos outros e se odiarão mutuamente.  Hão de surgir muitos falsos profetas, que enganarão muita gente. A maldade se espalhará tanto que o amor de muitos esfriará.  (Mt.24.10-12)

Onde nos esconderemos para evitar a contaminação com as doutrinas dos falsos profetas? A resposta nos deu Jesus Cristo. Ele criou a Igreja, esta instituição da salvação, e a entregou para Pedro para administrá-la: Tu és Pedro, e sobre esta pedra edificarei a minha Igreja, (Mt.16.18) e deu a sua divina garantia: as forças do Inferno não poderão vencê-la. (Mt.16.18) A Igreja de Pedro, a Igreja Católica, tem a proteção divina para manter a pureza dos ensinamentos de Jesus Cristo. Agarrados à Igreja Católica estamos seguros no conhecimento das verdades divinas.

Ó Bom Jesus! Amo a tua Igreja e peço que me dê a graça da fidelidade a Ela pois quero obedecê-la para com toda a segurança confessar a Fé verdadeira e ser livre da influencia do demônio. Amém.