Poder de Jesus

“Entrando num barco, Jesus passou para a outra margem do lago e foi paraa sua cidade. Apresentaram-lhe, então, um paralítico,

“Entrando num barco, Jesus passou para a outra margem do lago e foi para
a sua cidade. Apresentaram-lhe, então, um paralítico, deitado numa maca. Vendo a
fé que eles tinham, Jesus disse ao paralítico: “Coragem, filho, teus pecados estão
perdoados!” Então alguns escribas pensaram: “Esse homem está blasfemando”.
Mas Jesus, conhecendo os seus pensamentos, disse-lhes: “Por que tendes esses
maus pensamentos em vossos corações? Que é mais fácil, dizer: ‘Os teus
pecados são perdoados’, ou: ‘Levanta-te e anda’? Pois bem, para que saibais que
o Filho do Homem tem na terra poder para perdoar pecados, – disse então ao
paralítico – levanta-te, pega a tua maca e vai para casa”. O paralítico levantou-se e
foi para casa.” (Mt.9.1-6)
Este acontecimento nos deixam de boca aberta. Jesus Cristo perdoa os pecados
com uma só frase: “Coragem, filho, teus pecados estão perdoados!” Isto
escandalizou os judeus. O pecado ofende a Deus e só Ele pode perdoar. Os judeus não
creram, que Jesus é Deus. Assim com o milagre da cura Jesus mostrou que é Deus e
por isso tem o poder divino de purificar as almas dos pecados. E o que nos deixa mais
abismados, que este poder de perdoar os pecados, Ele passou para os Apóstolos e
deles para os padres que são em lugar deles. Isto aconteceu assim: “Então, soprou
sobre eles e falou: “Recebei o Espírito Santo, a quem perdoardes os pecados,
serão perdoados; a quem os retiverdes, lhes serão retidos”. (Jo.20.22-23) E que
ninguém tenha dúvida do poder dele de perdoar os pecados, fez milagre, curou o
paralítico. Assim confirmou o seu poder de perdoar os pecados. Se Ele não tivesse este
poder, o Pai celeste não permitiria, que Ele realizasse o milagre de cura. Mas o Pai
Celeste permitiu fazer o milagre para confirmar o seu poder de perdoar os pecados.
O que ainda é mais surpreendente é, que Jesus fez o milagre por causa da fé dos
amigos do paralitico: “Vendo a fé que eles tinham”. A fé dos amigos o ajudou a
perdoar os pecados do paralítico e cura-lo da doença. Jesus Cristo é generoso no amor.
É evidente, que Jesus estende o amor fraterno ao infinito, que o amor fraterno dele não
tem fronteiras. Jesus aprova a pratica de rezar pelos outros. É certo rezar sobretudo em
família, pela família, pelos pais e pelos filhos, os filhos pelos pais, etc. Como é grande
amor de Jesus para conosco. O amor fraternal é o centro da religião de Jesus Cristo. É
gostoso viver e trabalhar cercado(a) pelos(as) amigos e amigas, que amam a gente.
O Bom Jesus! Peço humildemente, que eu sempre como o próprio Senhor
pratique o amor fraterno nos lugares onde eu vivo e onde eu trabalho. Assim o Senhor
ficará contente comigo e me abençoará e no fim da minha vida me acolherá no Céu
entre os seus amigos, os seus santos. Amém.

Fique por dentro de todas

Se inscreva e receba as melhores notícias do Correio do Povo direto no seu e-mail